Não me ligue! Procon divulga ranking das operadoras mais inconvenientes

Empresas são proibidas de ligar ou enviar mensagens para fazer ofertas ou cobranças de qualquer tipo.

Não me ligue! Procon divulga ranking das operadoras mais inconvenientes

A Fundação Procon do Estado de São Paulo (Procon-SP) divulgou uma lista com as 10 empresas que mais perturbaram clientes que estavam cadastrados na plataforma “Não Me Ligue”, a versão estadual do “Não me Perturbe“. A entidade promete atualizar o ranking mensalmente.

A empresa que lidera a lista é a operadora Vivo, com 3.743 ligações inconvenientes. Em seguida aparecem a Dr. de Todos (3.776 chamadas), Claro (2.524), Banco PAN (2.522), Banco Itaú (2.308), TIM (2.294), Viva Mais (2.256), Santander (1.838), Banco MG (1.618) e Safra (1.167). Os dados são de 1º de janeiro a 30 de junho de 2021.

Como comparação, em 2020, a NET (atual Claro net) ficou em primeiro lugar (8.892 ligações), a SKY em terceiro (3.764), a Vivo em quarto (3.688), a Claro em quinto (3.337) e a TIM em nono (2.425).

Segundo o órgão de defesa do consumidor, desde 2010, 346 processos administrativos foram instaurados por pessoas que foram incomodadas com os contatos de telemarketing, mesmo após estarem inscritas no cadastro Não Me Ligue. A Claro lidera o ranking, com seis processos. A Vivo tem cinco, a Nextel (atual Claro nxt) e a TIM tem quatro cada.

VEJA TAMBÉM:

–> Em vídeo, Procon-SP ensina como deletar dados de celulares roubados

–> Reclamações contra telemarketing sobem 76% nos primeiros quatro meses do ano

–> Consumidores estão economizando mais em serviços de telefonia e internet

O Procon-SP afirma que as multas aplicadas às empresas ultrapassam os R$ 250 milhões.

O sistema existe desde 2009. Desde março deste ano, além das ligações (inclusive as automáticas ou robocalls), estão proibidas as mensagens de texto (SMS) ou comunicações por aplicativos, como o WhatsApp. Ficam proibidas mensagens da empresa titular ou terceiros para fazer ofertas de telemarketing ou cobranças de qualquer natureza.

“O Ranking dos Perturbadores foi criado porque para muitas empresas apenas a aplicação de multas não tem servido para refrear sua prática abusiva. Por essa razão, o Procon-SP pretende expor ao consumidor quais são as marcas e fornecedores que não têm respeito por ele, e continuam assediando e fazendo ofertas contra a sua vontade. É importante o consumidor lembrar o nome dessas empresas na hora de prestigiar uma marca”, afirma o diretor executivo do Procon-SP, Fernando Capez.

Com informações de Procon-SP.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
5 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários