InícioTecnologiaMWC: Maior feira mobile do mundo começa em meio a forte esquema...

MWC: Maior feira mobile do mundo começa em meio a forte esquema de segurança

Com menos expositores e público menor, congresso busca reforçar a importância da tecnologia móvel para a recuperação econômica e social do planeta.

Maior feira mobile do mundo começa em meio a forte esquema de segurança

Nesta segunda-feira, 28 de junho, começou em Barcelona, na Espanha, a Mobile World Congress (MWC21), a maior feira de tecnologia móvel do mundo.

O evento é utilizado por grandes empresas do setor de telecom para o lançamento de novas tecnologias e tendências.

O tema deste ano é “Impacto conectado”, lembrando como o poder da tecnologia móvel pode gerar mudanças significativas na sociedade.

A ideia é demonstrar a importância da tecnologia móvel e do vindouro 5G para que os governos possam revigorar economias e construir uma sociedade melhor e mais inclusiva.


VEJA TAMBÉM:

–> Maior feira de telefonia móvel do mundo é cancelada

–> Em 2025, 11% dos acessos móveis no Brasil será em 5G, diz relatório

–> Para GSMA, governos precisam destinar frequência de 6 GHz para o 5G

No ano passado, a Mobile World foi cancelada por conta da emergência da pandemia do novo coronavírus.

“Estamos entusiasmados por estar de volta aos negócios, de volta a Barcelona, ​​e juntos novamente”, afirmou Mats Granryd, diretor da GSMA, entidade responsável pela organização da feira.

Grandes fabricantes como Sony, Nokia e LG desistiram de participar, por conta das preocupações quanto aos riscos do agravamento da pandemia.

Já a Samsung, Google, Qualcomm e Ericsson pretendem participar, mas apenas virtualmente, sem estandes físicos para apresentar os produtos.

O público também será menor, mesmo assim, com a expectativa de reunir 35 mil participantes presenciais (cerca de um terço do público habitual).

A GSMA esperava a participação de cerca de 50 mil pessoas.

Para receber esse público foi montado um forte esquema de segurança sanitária, o que inclui testagens de todos os presentes, verificações de temperatura, ambientes sem contato, obrigatoriedade de máscara, entre outros.

Do Brasil, participam apenas alguns convidados ou que dispõem de passaportes diplomáticos, uma vez que a Espanha está impedindo a entrada no país de brasileiros, mesmo aqueles que estão completamente imunizados contra a Covid-19.

Entre os representantes do país estão Leonardo Euler, presidente da Anatel, e Fábio Faria, ministro das Comunicações.

Novidades esperadas

Entre as novidades esperadas estão um novo smartphone dobrável da Samsung, carregadores sem fio para notebooks pela Lenovo e celulares de baixo custo da TCL.

Uma das atrações principais da MWC21 é a presença de Elon Musk, que deverá abordar a integração entre a rede Starlink com a tecnologia 5G.

Durante a abertura da Mobile World Congress, José María Álvarez-Pallete, presidente do grupo espanhol Telefónica (controladora da Vivo no Brasil), reforçou a importância das empresas e governos avançarem no processo de digitalização, principalmente no cenário atual da pandemia.

“Esta revolução digital é a oportunidade única de reimaginar o futuro. Com grandes oportunidades, vem uma grande responsabilidade. Vamos honrá-la”, enfatizou Pallete.

A Telefónica participa pessoalmente do Congresso, com um estande de 952 metros quadrados.

Com informações de GSMA, Assessoria de Imprensa Telefónica e UOL.

Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários