InícioTelefonia CelularGrandes fabricantes desistem de participar da Mobile World 2021

Grandes fabricantes desistem de participar da Mobile World 2021

Uma das maiores feiras de tecnologia móvel corre o risco de ser cancelada novamente.

Imagem: GSMA/Divulgação

As fabricantes Nokia, Ericsson e Sony anunciaram que não pretendem participar da Mobile World Congress (MWC21), que está programada para acontecer no final de junho deste ano.

Apesar de a organizadora do evento, a GSMA, divulgar detalhes sobre um rigoroso plano de segurança sanitária para garantir a realização da feira de forma presencial, por conta da pandemia, pelo menos essas três empresas já desistiram do evento.


Apenas a Nokia abriu a possibilidade de participar da MWC21, mas de maneira virtual.

A fabricante finlandesa destacou a importância de preservar a saúde de consumidores, parceiros e funcionários.

VIU ISSO?

–> Maior feira de telefonia móvel do mundo é cancelada

–> GSMA adia novamente a Mobile World Congress

–> GSMA pretende realizar o Mobile World Congress em junho

Vale lembrar que a edição de 2020 foi cancelada poucas semanas antes da data marcada, em fevereiro, por conta da emergência da Covid-19.

Na época, com a doença começando a se espalhar pela Europa, várias empresas desistiram de participar da feira, o que levou a GSMA a optar pelo cancelamento da Mobile World do ano passado.

Já a edição de 2021 também corre o risco de ser cancelada ou, pelo menos, adiada novamente, caso ocorram mais desistências.

A Mobile World Congress é a maior feira de tecnologia móvel, no qual fabricantes divulgam novos produtos e tendências para o setor.

O evento está agendado para ocorrer em Barcelona, na Espanha, entre os dias 28 de junho e 1° de julho de 2021.

A GSMA espera reunir presencialmente até 50 mil pessoas.

Para garantir a segurança do evento, a organizadora adotou vários protocolos, como testagem regulares, controle de ocupação, ambientes sem contato fixo, fluxo de pessoas em apenas uma mão, uso de máscaras com filtros, além do distanciamento social.

Em paralelo à feira presencial, a GSMA também pretende promover um evento virtual.

“Trabalhamos com parceiros, autoridades de saúde e profissionais médicos para criar um plano que crie confiança em nosso retorno aos eventos presenciais. A GSMA organizou eventos móveis de primeira linha com segurança e sucesso por muitos anos… Sem dúvida, a Covid-19 é nosso maior desafio até o momento. Mas nossa experiência nos dá uma base sólida a partir da qual construímos nosso plano, disse John Hoffman, CEO da GSMA.

Com informações de Canaltech.

Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários