InícioEconomia e NegóciosFábio Faria terá que explicar na Câmara comentário sobre mortos pela Covid-19

Fábio Faria terá que explicar na Câmara comentário sobre mortos pela Covid-19

Fala do ministro das Comunicações sobre as 500 mil mortes provocadas pela doença foi considerada como antidemocrática e ofensiva.

Fábio Faria terá que explicar na Câmara comentário sobre mortos pela Covid-19
Imagem: Twitter/Reprodução

Nesta quarta-feira, 30 de junho, a Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI) aprovou requerimento que convoca o ministro das Comunicações, Fábio Faria, para prestar esclarecimentos sobre comentários publicados nas redes sociais sobre a notícia do atingimento da marca de 500 mil mortos pela Covid-19.

No dia 19 de junho, Faria criticou políticos, artistas e jornalistas por lamentarem o número de mortes provocadas por complicações da doença.

Segundo ele, o tom adotado é de “quanto pior, melhor”, já que não são comemorados os mais de 86 milhões de doses aplicadas (na época).

Vale lembrar que diariamente, desde o início da pandemia, grandes jornais e telejornais divulgam os números de infectados e mortos, assim como os de vacinados, com detalhamento nacional e por estado.


VEJA TAMBÉM:

–> Fábio Faria apresenta prioridades do Ministério das Comunicações a deputados

–> De volta ao Brasil, Fábio Faria monta ‘LEGO 5G’ com a família

–> Decisão final sobre 5G será de Bolsonaro, diz Fabio Faria

O requerimento na Câmara foi apresentado pelas deputadas Luiza Erundina (PSOL-SP) e Talíria Petrone (PSOL-RJ).

Elas consideram a fala de Faria como antidemocrátifca e ofensiva.

“Assistimos com preocupação as declarações ofensivas do Ministro das Comunicações, Fábio Faria, aos que divergem de sua opinião sobre a atuação do governo federal no combate à pandemia, com clara manipulação de informações”, dizem as parlamentares.

Elas ressaltam no documento que o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), menosprezou as orientações de autoridades sanitárias, atrasou a divulgação de dados, vetou a obrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes fechados, fez propaganda de medicamentos sem comprovação de eficácia, além de proferir mentiras e divulgar fake news.

Mesmo assim, o ministro acusa opositores de “torcer pelo vírus”, além de criticar regularmente as manifestações contra a política adotada pelo Governo Federal na resolução da pandemia.

“É inconcebível, numa democracia, que o Ministro das Comunicações se utilize de seu status de Ministro das Comunicações para ofender, intimidar e caluniar quem denuncia o descaso do presidente Bolsonaro pelas vítimas da pandemia”, completam.

A previsão é que o ministro fale com os debutados sobre o tema na primeira semana de agosto.

Neste momento, Fábio Faria está na Espanha, participando da Mobile World Congress (MWC21).

Com informações de Câmara dos Deputados e Teletime.

Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.

1 COMENTÁRIO

Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários