Dona da Vivo vende mais quatro data centers para o fundo Asterion

Empresas já haviam negociado a venda de onze centros de dados em 2019.

Dona da Vivo vende mais quatro data centers para o fundo Asterion

A Telefónica, controladora da Vivo (VIVT3) no Brasil, anunciou que fechou um acordo com a Asterion Industrial Partners para a venda de quatro data centers da unidade de infraestrutura “Telefónica Infra”.

Em 2019, a Telefónica já havia vendido 11 data centers para a Asterion por 550 milhões de euros (R$ 3,5 bilhões na cotação atual).

No novo acordo, a operadora espanhola terá 20% do capital social da Nabiax, empresa criada pela Asterion para fazer a gestão dos onze centros de dados adquiridos da Telefónica.

Os 80% restantes da Nabiax pertencem à Asterion e outros coinvestidores.

VEJA TAMBÉM:

–> Dona da Vivo fecha parceria com a Microsoft com foco no 5G

–> Cade aprova venda bilionária de torres da Vivo

–> Após 20 anos, Telefónica, dona da Vivo, muda logotipo

Além disso, serão mantidos contratos de prestação de serviços de longo prazo, permitindo que o Grupo Telefónica possa manter intacta a oferta comercial dos serviços de conectividade e de nuvem.

Por outro lado, a transação não inclui a venda de servidores que são propriedade da Telefónica, nem a gestão e acesso aos clientes hospedados nessas infraestruturas.

Dessa forma, a empresa continuará a prestar e administrar os serviços que já são oferecidos aos clientes.

Os quatro centros, sendo dois localizados na Espanha e dois no Chile, têm a capacidade de serviço de 9,9 megawatts (MW).

“O acordo anunciado hoje permite à Telefónica cristalizar o valor de seus ativos de infraestrutura, preservando intacto o posicionamento comercial da Telefónica, o relacionamento com os clientes e a liderança em serviços de nuvem, hospedagem e habitação para clientes corporativos”, afirmou a companhia.

O fechamento do negócio ainda depende de aprovações regulatórias e outros procedimentos administrativos.

A conclusão deverá ocorrer em duas fases, sendo primeiramente os data centers da Espanha e posteriormente os do Chile.

As duas empresas também pretendem manter uma cooperação comercial para explorar oportunidades de forma conjunta, incluindo novos serviços, computação de edge computing e automação de data center.

Com informações de Assessoria de Imprensa Telefónica.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários