Brasil ativa o primeiro caixa eletrônico 5G da América Latina

Projeto foi desenvolvido em parceria entre Claro, Ericsson e TecBan.

Brasil ativa o primeiro caixa eletrônico 5G da América Latina

A Claro, Ericsson e TecBan acabam de anunciar o lançamento do primeiro caixa eletrônico com tecnologia 5G da América Latina.

A unidade do “Banco24Horas” está instalada em Alphaville, na região metropolitana de São Paulo, em um ambiente controlado para testes.

Com o projeto, as empresas pretendem desenvolver novas aplicações para a rede 5G, direcionadas para o mercado financeiro.

Entre as funcionalidades que poderão ser disponibilizadas para os clientes está a solução de atendimento por videoconferência, além de ser um ponto de acesso Wi-Fi público.

VEJA TAMBÉM:

–> Tecnologia da Claro será utilizada para monitorar temperatura de vacinas

–> Facens, Claro, Embratel e Ericsson implementam o maior campus conectado 5G de SP

–> Acordo entre Claro, Embratel e AWS resulta em aplicações estratégicas em nuvem

Outra possibilidade é o uso da tecnologia 5G em conjunto com a realidade virtual, com o objetivo de auxiliar os técnicos de campo ou vigilantes dos carros-fortes na manutenção ou recarga dos terminais com valores.

“As possibilidades são infinitas. Os Banco24Horas com 5G poderão se transformar em pontos de mídia digital com streaming de vídeo de alta qualidade, por exemplo. Em termos de segurança, o advento permitirá o monitoramento de vídeo e vigilância dos pontos de autoatendimento em tempo real, com melhor qualidade de imagem para os operadores remotos. Será possível ainda, por meio da análise das imagens das câmeras de vídeo, avaliar a fila de pessoas, permitindo calcular o tempo de espera em um determinado terminal”, afirmou Robert Baumgartner Junior, diretor de TI e Telecom da TecBan.

A gestão do caixa eletrônica será feito por meio de soluções digitais corporativas disponibilizadas pela Embratel (pertencente à Claro).

As empresas já observaram alguns avanços no uso do caixa eletrônico 5G, como a alta disponibilidade do serviço de telecom, menor tempo de resposta e maior velocidade nas aplicações ativas no terminal.

Para o diretor de engenharia da Claro, André Sarcinelli, o projeto vai permitir o desenvolvimento de novas soluções que impactam a experiência de uso dos consumidores.

“As redes LTE, disponíveis atualmente, já atendem a muitas necessidades deste mercado. Porém, a implantação da nova tecnologia agregará novos recursos, como alta confiabilidade e soluções de rede orientadas às características do negócio, com funcionalidades adicionais e otimizações que podem contribuir de forma significativa para a evolução do sistema financeiro no País”, afirma Sarcinelli.

Já para Tiago Machado, vice-presidente de negócios da Ericsson para a conta Claro, a novidade só é possível graças à tecnologia 5G, pela qual é possível fazer o transporte de dados em um “caminho dedicado”, com maior velocidade e latência muito baixa.

“Estamos dando sentido ao 5G, já que ele impulsionará diversas cadeias produtivas, o que será fundamental para alavancarmos a economia brasileira, especialmente no pós-pandemia”, concluiu Machado.

Com informações de Assessoria de Imprensa Claro.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários