InícioDefesa do ConsumidorAlerta: Influenciadora denuncia golpe com faturas da Claro

Alerta: Influenciadora denuncia golpe com faturas da Claro

Operadora foi marcada nas redes sociais, mas ainda não emitiu posicionamentos para avisar consumidores; vazamento de dados também é destacado.

Imagem de influenciadora Nath Finanças ao lado do logotipo da operadora Claro
Imagem: Divulgação Twitter (@nathfinanças) + Logotipo da Claro

Com 1 milhão de seguidores acumulados no YouTube, Instagram e Twitter, a produtora de conteúdo Nath Finanças denunciou um suposto golpe que envolve faturas da Claro. Na rede social, a influenciadora compartilhou um e-mail que contém a identidade visual da operadora e uma cobrança acima de R$ 400 para quitação de débitos.

No desabafo, foi exposto que a tentativa de golpe é enviada mensalmente. Outros consumidores também relatam serem vítimas da farsa, que tenta pegar os desavisados ou esquecidos, que fazem o pagamento da fatura enviada mesmo com os pagamentos em dia para a operadora.


Em um tuíte com mais de mil curtidas, a cliente pede uma providência para a Claro, visto que seus dados estavam expostos no e-mail utilizado como uma tentativa de golpe. É um alerta volta a acender os holofotes para os vazamentos recentes de informações pessoais, nos quais milhões de brasileiros foram vítimas.

Em 2020, inclusive, uma apuração do Minha Operadora revelou um grupo do Telegram, no qual usuários conseguiam contratar planos da Vivo sem custos e até mesmo consultar dados pessoais de consumidores. Já no início do ano, as operadoras de telefonia foram investigadas por um “megavazamento” que atingiu milhões de brasileiros.

VIU ISSO?

–> Procon notifica operadoras por possível vazamento de dados

–> Vivo, Claro, TIM e Oi negam vazamento de dados de clientes

–> Polícia Federal prende hacker envolvido em megavazamento de dados

Questionada sobre como descobriu que o e-mail era uma fraude, a influenciadora respondeu que sua fatura é de R$ 200 e destacou que o boleto oficial da operadora possui senha. O código de barras enviado no golpe está, inclusive, no nome de outra empresa, não no da Claro.

São passos importantes para que os assinantes evitem cair no golpe. Marcada publicamente, a prestadora não respondeu a reivindicação para uma melhor proteção dos dados de clientes e também não se posicionou sobre o assunto.

Abaixo, confira as postagens de Nath Finanças (contém palavrões):

Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop. E-mail: [email protected]

3 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
3 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários