TIM pretende transferir dados de todos os clientes para a nuvem

Migração ocorre a partir de parceria com a Oracle e a Microsoft e visa virtualizar os data centers da operadora.

TIM pretende transferir dados de todos os clientes para a nuvem

A partir de uma parceria com a Oracle e a Microsoft, a TIM anunciou a intenção de migrar 100% dos seus data centers para um ambiente de computação em nuvem (multicloud).

Segundo a empresa, a expectativa é que o processo de migração ocorra ao longo dos próximos dois anos, incluindo todos dados de usuários e recursos da TIM para a nuvem.

A novidade faz parte do plano estratégico da empresa de digitalizar todos os processos, inclusive as plataformas de atendimento e relacionamento com o cliente.

A TIM entendeu a necessidade de acelerar esse processo de migração a partir das mudanças causadas pela Covid-19, evidenciando a necessidade de verificar as mudanças de comportamento dos consumidores, além de ajustar fluxos e plataformas, com o objetivo de manter o padrão de atendimento ao cliente.

VIU ISSO?

–> Dona da TIM passa a fazer parte de grupo seleto da Nasdaq

–> TIM e Stellantis desenvolvem solução de conectividade para carros

–> Clubhouse: TIM faz estreia na nova rede social da moda

A virtualização de data centers tem se tornado uma tendência do mercado.

Em vez de investir em hardware, as empresas estão utilizando softwares na internet que “simulam” a infraestrutura física, otimizando a gestão dos dados e tornando a operação mais rápida, escalável e segura.

Segundo a empresa, a TIM é a primeira operadora de telecom no Brasil a adotar a migração de 100% de seus data centers para a nuvem, que estão localizados em São Paulo e no Rio de Janeiro.

A operadora vê o processo de migração como uma forma de aprimorar os processos de atendimento ao cliente, operações internas, faturamento, arrecadação e gestão de plataformas digitais.

Além disso, a computação em nuvem ajuda a reduzir as emissões de CO2, que estão diretamente associadas ao armazenamento de dados em infraestruturas físicas, o que ajuda a TIM a atingir a meta de se tornar uma empresa carbono neutro até 2030.

A TIM utilizará a Microsoft Azure e a Oracle Cloud, sendo que a operadora poderá executar processos em ambas as nuvens e com a possibilidade de redundância.

“Nossa proposta é levar a experiência do cliente a um novo patamar, com mais eficiência e agilidade, sempre com os mais altos níveis de segurança. Somos a primeira operadora a promover uma mudança com essa dimensão, antecipando também iniciativas ligadas a governança e sustentabilidade, dentro de um projeto maior, relacionadas a uma agenda ESG que permeia toda a atuação da TIM. Estamos acompanhando o movimento de mercado e investindo em áreas como Analytics e Digital, fundamentais para a expansão dos negócios da empresa, e contamos com parceiros que atendem aos mais altos níveis de qualidade para destacar nosso pioneirismo e referência para o setor de Telecomunicações”, disse Pietro Labriola, CEO da TIM Brasil.

Com informações de Assessoria de Imprensa TIM.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários