InícioTelefonia CelularMovistar, da Telefônica, ativa a primeira rede Open RAN da América do...

Movistar, da Telefônica, ativa a primeira rede Open RAN da América do Sul

Nova arquitetura reduz custos e facilita a expansão da infraestrutura de rede pelas operadoras.

Movistar ativa a primeira rede Open RAN da América do Sul

A operadora argentina Movistar, pertencente ao grupo espanhol Telefônica (que também controla a Vivo no Brasil), colocou em operação a primeira rede de telefonia móvel da América do Sul a utilizar a tecnologia Open RAN.

O projeto foi desenvolvido em parceria com a IBM, que liderou a integração de sistemas ao utilizar software e hardware de vários fornecedores.

Com a ativação, 81.000 habitantes na cidade costeira de Puerto Madryn, na Argentina, passam a utilizar a rede móvel com a nova tecnologia.

A Open RAN é uma nova arquitetura para infraestruturas de redes sem fio que utiliza um padrão aberto e unificado, independentemente do fabricante de hardware ou software.


VIU ISSO?

–> Redes móveis abertas estão em alta no Brasil

–> Dona da TIM adere à iniciativa de criação de tecnologia Open RAN

–> Tecnologia para redes privativas de 5G é liderada pela Telefónica

Com essa arquitetura, as operadoras podem economizar na compra de equipamentos de infraestrutura e implantar redes de forma mais rápida, principalmente em áreas rurais, sem depender unicamente de grandes fornecedores.

Inclusive, a Open RAN permite que novos fabricantes entrem no mercado de infraestrutura, gerando uma maior inovação e competitividade, além de permitir que as operadoras de telefonia possam introduzir mais facilmente novos serviços e personalizar a rede conforme necessário.

O uso da Open RAN já vem sendo validado na Alemanha e Reino Unido e, agora, chega à América do Sul.

“As operadoras de telecomunicações estão vivenciando uma nova era de inovação por meio de tecnologias emergentes, como Open RAN, e uma abordagem aberta é a chave para acelerar essa transformação digital em toda a indústria”, disse Roberto Alexander, gerente geral da IBM Argentina.

“Estamos experimentando o futuro das redes móveis com a tecnologia Open RAN. Para a Movistar, é fundamental evoluir a arquitetura de rede para um modelo aberto baseado em um ecossistema aberto de provedores, o que permite gerar uma base sólida para desenvolver, no futuro, a implantação de 5G e, ao mesmo tempo, incorporar serviços inovadores lado a lado com pequenas empresas que podem aproveitar a maior acessibilidade de uma tecnologia aberta”, comentou Adrian Di Meo, diretor de tecnologia da Movistar.

Além da Argentina, o Brasil também está desenvolvendo a Open RAN, inclusive com operadoras realizando testes coma tecnologia.

Em dezembro passado, por exemplo, a IBM inaugurou em Sorocaba/SP um centro de desenvolvimento de soluções de telecomunicações utilizando arquiteturas abertas.

Na época, a operadora Algar Telecom se tornou na primeira empresa a realizar estudos no centro da IBM para a adoção do Open RAN na implantação do 5G no país.

“A tecnologia Open RAN tem o potencial de trazer uma série de vantagens para o setor de telecomunicações como um todo. Entre elas, estão a redução de custos de CAPEX e OPEX e a maior independência no mercado de acesso, permitindo a entrada de novos parceiros além dos grandes players”, comenta Luis Lima, vice-presidente de operações, tecnologia e evolução digital da Algar Telecom.

Com informações de Assessoria de Imprensa IBM.

Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários