Redes móveis abertas estão em alta no Brasil

Vivo e TIM estão realizando testes com tecnologia OpenRAN em cidades do nordeste e em Minas Gerais.

A Vivo e a TIM estão realizando testes com a tecnologia OpenRAN, o que prevê a construção de redes móveis padronizadas e abertas.

Os testes realizados pelas operadoras têm como objetivo de aperfeiçoar as redes 3G e 4G atuais, bem como preparar a infraestrutura para a futura implantação do 5G.


O OpenRAN é um protocolo que se concentra no desenvolvimento de hardwares e softwares padrões, abertos e neutros. Isso significa que um mesmo equipamento ou sistema, pode funcionar com diferentes hardwares ou softwares, independentemente de quem os fabricou.

Atualmente, o fornecimento de equipamentos de telecomunicações mundial está concentrado em apenas três principais players: Huawei, Ericsson e Nokia. Com o OpenRAN, é possível ampliar esse espectro para outros fornecedores, inclusive pequenas empresas.

Assim, a tecnologia ajuda a reduzir a dependência de equipamentos proprietários e fechados, reduzindo custos com infraestrutura conforme as operadoras atualizam suas arquiteturas de rede com hardware e software de vários fabricantes.

Recentemente, a Associação Global da Indústria Móvel (GSMA) emitiu comunicado anunciando que está reunindo forças para acelerar a adoção de redes OpenRAN no ambiente 5G. Para a entidade, novas arquiteturas virtualizadas com interfaces abertas podem aumentar a eficiência e acelerar a implantação das redes de quinta geração.

VIU ISSO?

–> Brasil tem apenas 31% do espectro móvel recomendado pela UIT

–> Como a Claro vai ofertar ‘5G’ antes do leilão de frequências?

–> Operadoras querem Huawei nas redes 5G do Brasil

A Vivo tem realizado testes com o OpenRAN nas cidades de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA), por meio de uma parceria com as empresas Altiostar e Mavenir.

Já a TIM fez uma parceria com a Inatel, de Santa Rita do Sapucaí (MG), para criar um laboratório para testar redes móveis baseadas no protocolo aberto.

Essas iniciativas visam realizar testes de campo para analisar a mobilidade, interferência e propagação do sinal de redes.

COMPARTILHAR EM:

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários