Início5GEmpresas americanas fecham acordo para desenvolver 5G espacial

Empresas americanas fecham acordo para desenvolver 5G espacial

Enquanto isso, China já faz testes com a tecnologia 6G em órbita da Terra.

Empresas americanas fecham acordo para desenvolver 5G espacial

Nesta terça-feira, 23 de março, a Lockheed Martin anunciou a assinatura de um acordo de interesse estratégico com a Omnispace para o desenvolvimento de uma rede de banda larga móvel 5G a partir do espaço.

O acordo prevê o compartilhamento de informações comerciais e técnicas entre as duas empresas, mas não envolve a transferência de recursos financeiros.


A Lockheed Martin é uma empresa dos Estados Unidos que fabrica produtos aeroespaciais, principalmente para a indústria militar americana.

Já a Omnispace, também sediada nos EUA, é uma operadora que está desenvolvendo serviços 5G e de internet das coisas por meio de redes terrestres e via satélite.

VIU ISSO?

–> Projeto do Instituto TIM vai para o espaço

–> SpaceX inicia ‘pré-venda’ de internet da Starlink no Brasil

–> Telebras inaugura centro de operações espaciais

A Lockheed Martin tem interesse no desenvolvimento da banda larga móvel espacial para comercializar o serviço para o mercado governamental.

A Força Espacial, braço militar dos Estados Unidos com atuação no espaço, seria um potencial cliente do serviço.

Já a Omnispace tem como alvo os mercados de agricultura, mineração, energia, transporte e logística.

A ideia é que conectividade de quinta geração seja utilizada em veículos, navios, aviões ou outras plataformas, independentemente da localização.

“Em colaboração com a Lockheed Martin, esta rede 5G híbrida forneceria a cobertura e a capacidade para suportar aplicativos essenciais que requerem comunicações globais confiáveis ​​e contínuas. Saudamos a abordagem holística da Lockheed Martin para sistemas complexos e profunda experiência em tecnologia de satélite e mercados governamentais, juntamente com seu compromisso em criar soluções de comunicação inovadoras”, disse Ram Viswanathan, presidente e CEO da Omnispace.

A rede terrestre funcionará simultaneamente com a rede espacial na banda de dois gigahertz, com os usuários transitando automaticamente entre elas.

Conectividade Espacial

Enquanto as empresas americanas desenvolvem o 5G espacial, os chineses já estão fazendo testes com o 6G em órbita da Terra.

No final do ano passado, a China colocou em órbita um satélite para testar um sistema de comunicação na faixa do terahertz, o que permitirá atingir velocidades 10 vezes mais rápidas que o 5G.

Já a NASA contratou recentemente a Nokia para desenvolver uma tecnologia para levar o 4G para a Lua.

A rede móvel será utilizada para apoiar as comunicações em futuras missões tripuladas, além da implantação de uma colônia autossustentável em solo lunar.

Com informações de SpaceNews.

Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários