Vivo pretende compartilhar infraestrutura de rede com a Claro

Acordo prevê o uso de estações radiobase já existentes e não haverá o desligamento de antenas de ambas as partes.

A Vivo e a Claro chegaram a um acordo para o compartilhamento de Estações Radiobase (ERBs) e espectros de redes móveis.

O acordo é unilateral, uma vez que somente a Vivo deverá partilhar a infraestrutura própria com a Claro, e não vice-versa.

O ato foi protocolado junto ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) no final do ano passado e publicado no Diário Oficial da União (DOU) na última quinta-feira, 7 de janeiro.

Ao todo, 81 ERBs da Vivo serão utilizadas pela Claro.

VIU ISSO?

–> Venda da Oi Móvel: Vivo e TIM podem controlar quase 70% do mercado

–> Algar Telecom quer impedir compra da Oi Móvel

–> Ofertas de telefonia móvel ‘somem’ dos combos da Oi

A localidade dessas estações radiobase, assim como valores e a capacidade utilizada pela Claro, não foram divulgadas.

No acordo é previsto apenas a infraestrutura já existente e não haverá o desligamento de redes de nenhuma das partes.

As empresas pedem ao Cade a aprovação do acordo unilateral, argumentando que o mesmo não se trata de um contrato associativo, com riscos à concorrência do setor.

“Esta [operação] não acarretará quaisquer preocupações concorrenciais, uma vez que não resultará em sobreposição horizontal e/ou integração vertical”, afirmou o documento protocolado no Cade.

É válido lembrar que a Vivo já possui um acordo com a TIM para o compartilhamento de redes 3G e 4G em 800 municípios, um movimento que a própria Claro tentou barrar no Cade.

Com informações de Teletime.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
5 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários