Justiça obriga Oi a reativar serviços no Estado do Rio

Operadora pode arcar com uma multa diária de R$ 100 mil caso descumpra a ordem; conflito é motivado por inadimplência.

Ilustração Pixabay
Imagem: Ilustração Pixabay

Por determinação da Justiça, a Oi terá que reativar os serviços de telecomunicação do Governo do Estado do Rio de Janeiro.

A suspensão foi feita na última terça-feira, 26. De um lado, a operadora alega inadimplência e destaca que as dívidas ultrapassam R$ 300 milhões.


No outro, o Governo do Estado faz uma apuração precisa a respeito de “sobrepreços” no contrato firmado com o grupo, conforme já destacado aqui no Minha Operadora.

O corte afetou linhas telefônicas assim como o serviço de internet de várias secretarias e órgãos como o Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro (Detran).

VIU ISSO?

–> Ações da Oi despencam na Bolsa de Valores

–> Oi e Claro podem comprar vacinas de Oxford/AstraZeneca

–> EXCLUSIVO: Saiba detalhes sobre a fibra de 5ª geração da Oi

Em nota, o governo do Estado comunica que a rede de serviços essenciais como hospitais, delegacias, polícia, bombeiros e escolas não foi afetada.

Com a interrupção, quem buscou pela Justiça foi a Procuradoria Geral do Estado, que teve um pedido aceito.

Até o momento, não há nenhuma manifestação em que a Oi afirma que não vai cumprir com a decisão. A operadora também não se manifestou sobre suas próximas ações em relação ao imbróglio que se formou.

[ATUALIZAÇÃO – 27/01/2021 15h48]:

Em novo contato com o Minha Operadora, a Oi informou que os serviços foram religados na noite da última terça-feira, 26.

Na matéria abaixo, é possível conferir o esclarecimento completo da marca sobre o ocorrido com o Governo do Estado do Rio de Janeiro. Veja:

Com informações de InfoMoney

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.

Leave a comment