Compra da Oi Móvel pode demorar mais do que o previsto

Segundo colunista, as compradoras TIM, Vivo e Claro agem ‘sem pressa’ com as formalidades para a compra dos ativos móveis da Oi.

Ilustração - Pxfuel
Imagem: Pxfuel

Qualquer usuário ou entusiasta da área de telecomunicações aguarda, a qualquer momento, a notícia de que a compra da Oi Móvel está devidamente concretizada pelo consórcio formado pelas operadoras TIM, Vivo e Claro.

Mas, de acordo com informações recentes, as compradoras estão um pouco “descansadas” a respeito de toda a formalidade do processo.


A aquisição é dada como certa. Até mesmo Rodrigo Abreu, CEO da Oi (OIBR3 / OIBR4), já declarou que a venda da unidade móvel da operadora está fechada.

No entanto, a grande barreira continua dentro no CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

VIU ISSO?

–> Highline desiste das negociações para a compra da Oi Móvel

–> Ministério Público quer fim da recuperação da Oi em 12 meses

–> Highline entrará na disputa pela InfraCo, da Oi

As três já iniciaram as conversas para tratar sobre como será a divisão dos ativos da Oi, dentro da operação de cada uma.

O que falta é mesmo a formalidade, a notificação formal sobre a compra, de acordo com o colunista Lauro Jardim.

E no momento que a autarquia receber esse documento, são aproximadamente 240 dias até um veredito sobre o processo de compra.

Portanto, haja “lobby” para que seja possível agilizar toda essa compra e formalidade.

Com informações de O Globo (Lauro Jardim)

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
7 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários