Grupo Oi vai considerar a melhor oferta pela Oi Móvel

COMPARTILHAR:

Highline do Brasil terá até esta segunda-feira para cobrir a proposta feita por Claro, TIM e Vivo, de R$ 16,5 bilhões.

Logomarca da Oi
Imagem: Logomarca da Oi

Mesmo com um acordo de exclusividade para negociação, firmado anteriormente com a Highline do Brasil, o Grupo Oi (OIBR3 / OIBR4) pretende seguir com a melhor oferta feita pela Oi Móvel.

Até o momento, sabemos que a maior proposta pertence ao consórcio formado Claro, TIM (TIMP3 / TIMP4) e Vivo (VIVT3 / VIVT4). Juntas, as três concorrentes querem pagar R$ 16,5 bilhões pelos ativos.

Em declaração recente para a CNN Brasil, Rodrigo Abreu, CEO da Oi, destacou que não considera a proposta hostil e a preferência é sim pela melhor oferta.

Afinal, o grupo está em momento de recuperação judicial e precisa dos recursos para pagar credores.

A compra dos ativos deve ocorrer até janeiro de 2021, mas nesta semana já vamos saber quem levará a melhor na disputa pela Oi Móvel.

Sobre a preocupação com a competitividade 5G, Abreu menciona que é necessário fazer uma análise aprofundada antes de qualquer consideração superficial.

VIU ISSO?

–> Oi repudia matéria da VEJA que prevê falência da companhia

–> Conheça a posição do CADE sobre a venda da Oi Móvel

–> Highline pretende desistir da rede móvel da Oi, diz colunista

Vale destacar que a venda da Oi Móvel não representa o fim da tele brasileira, pois o futuro da Oi estará na fibra óptica.

A empresa segue focada no plano estratégico definido há um ano, em que ficou decidido que a Oi se transformaria em uma “empresa de fibra”.

Com informações de CNN Brasil

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários