InícioEconomia e NegóciosEnel entra na disputa pelos ativos da Oi

Enel entra na disputa pelos ativos da Oi

Companhia de energia elétrica está interessada na rede de fibra óptica da operadora.

Neste mês de agosto, a Oi (OIBR3 / OIBR4) deve realizar uma importante assembleia, quando seus credores deverão votar o novo plano de reestruturação da companhia, apresentado em junho. Enquanto isso, a disputa por seus ativos tem se tornado cada vez mais acirrada. Dessa vez, a empresa elétrica italiana Enel fez uma proposta pela rede de fibra óptica da operadora em recuperação judicial.

Os valores da proposta da Enel não foram revelados, mas o ativo, batizado de InfraCO, é avaliado em R$ 11,5 bilhões, sendo R$ 6,5 bilhões por 51% das ações ordinárias e mais uma capitalização de R$ 5 bilhões para o negócio.

Porém, a empresa de energia estará concorrendo com pelo menos outros dez interessados no negócio. Um exemplo é o BTG Pactual. Segundo o Valor, o banco fez uma oferta para a compra de 51% da rede de fibra óptica da Oi.

De acordo com o Bloomberg, Brookfield e CPPIB também estariam interessadas no ativo.


No entanto, segundo a Exame, a Enel possui maior sinergia com a Oi, por possuir direito de passagem de sua infraestrutura elétrica em postes da operadora. Além disso, com a concretização do negócio, a Enel X, unidade internacional de telecomunicações da Enel, poderia expandir seus negócios no Brasil.

De acordo com a Oi, a InfraCo detêm infraestrutura de 400 mil km de rede de fibra e é avaliada em R$ 25,5 bilhões. Após a venda de parte do ativo, a tele pretende se manter como cliente da nova companhia.

VIU ISSO?

–> Sem exclusividade, Highline do Brasil segue no páreo pela Oi Móvel

–> Itaú e Banco do Brasil acusam Oi de manipular assembleia

–> Grupo Oi vai considerar a melhor oferta pela Oi Móvel

Às 15h50 desta quarta-feira, 5, as ações ordinárias da Oi estavam operando em alta de 5,16%, sendo avaliada em R$ 1,63. Já os papéis preferenciais registram +4,07% e valor de R$ 2,56.

A Enel não tem ações negociadas na B3. Na bolsa de Milão, as ações da companhia fecharam em queda de -0,46%, com os papéis valendo 7,833 euros (R$ 49,21 na cotação atual).

Com informações de Investing.

Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.

2 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
2 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários