Reestruturação da Oi deve elevar valor das ações

Análise da Ágora Investimentos prevê ainda altas chances de aprovação para o novo plano da operadora.

Ilustração - Ações
Imagem: PxHere

A divisão em quatro unidades independentes e venda total de três delas, plano de reestruturação da Oi (OIBR3 / OIBR4), ainda precisa ser aprovada na assembleia de credores, com previsão para ocorrer em agosto.

De acordo com uma análise da Ágora Investimentos, assessoria com atuação consolidada no setor, as chances de aprovação são de 60%.


E assim que o caminho estiver livre para a Oi seguir com seus novos planos, o preço-alvo da ação pode ser valorizado e chegar a R$ 3,20.

É uma tese com base na sólida gestão da empresa, assim como no desempenho da fibra óptica, que se expande pelo Brasil e cresce consideravelmente em número de usuários.

Outras previsões garantem inclusive que a empresa deve voltar a ter lucro já em 2021.

A reestruturação prevê a criação da InfraCo, empresa de infraestrutura cuja a Oi pretende ofertar 51% do controle acionário e atender outras empresas que ofertam fibra.

VIU ISSO?

–> Ações da Oi viram brinde em campanha de empresa

–> Para focar na fibra, Oi deixa de vender internet por cobre

–> Claro, TIM e Vivo não podem comprar ativos de infra da Oi

O plano da companhia carioca tem um único e óbvio motivo: levantar recursos para pagar as dividas e investir na fibra óptica.

Se tudo correr como o esperado, a operadora pode levantar mais de R$ 20 bilhões com a venda de ativos.

Com informações de Money Times

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários