Apple terá que pagar multa milionária por quebra de patente

Companhia teria intencionalmente utilizado tecnologia 4G sem licença.

Nesta terça-feira, 11, a justiça do Texas, nos Estados Unidos, condenou a Apple a pagar a quantia de US$ 506 milhões (R$ 2,8 bilhões na cotação atual) por danos e juros ao violar intencionalmente patentes da tecnologia 4G LTE.

As patentes em questão são registradas pela empresa PanOptis e foram utilizadas na fabricação de produtos como iPhone, iPad e Apple Watch.


Segundo o júri, a Apple não conseguiu provar que nenhuma das reivindicações de patentes contestadas era inválida.

A PanOptis disse que tentou fazer com que a Apple obtivesse uma licença, mas que a fabricante não fez um esforço de boa-fé para negociar.

“Agradecemos ao júri por seu tempo, mas estamos decepcionados com o veredicto… Processos como esse por empresas que acumulam patentes simplesmente para perseguir a indústria só servem para sufocar a inovação e prejudicar os consumidores”, disse a Apple em um comunicado.

A PanOptis também já tinha entrado com ação semelhante contra a Huawei, mas, as duas empresas chegaram a um acordo, com a chinesa pagando US$ 13,2 milhões (R$ 72,06 milhões), em fevereiro deste ano.

VIU ISSO?

–> Lançamento do iPhone 5G pode ser adiado

–> iPhone 12 sem carregador e fone repercute na web

–> Nova compra da Apple pode indicar ‘futuro do streaming’

A Apple vai apelar da decisão.

Com informações de Law360 e UOL.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários