Início5GUsuários fazem ‘campanha’ contra a Huawei nas redes sociais

Usuários fazem ‘campanha’ contra a Huawei nas redes sociais

Perfil do novo ministro das Comunicações foi inundado com comentários contrários à participação chinesa nas redes 5G do país.

O governo brasileiro ainda não decidiu oficialmente sobre a presença da Huawei nas futuras redes 5G. No entanto, se depender da opinião de parte de usuários de redes sociais, a fabricante chinesa não é bem-vinda no país.

Na tarde desta sexta-feira, 24, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, usou o Twitter para exaltar os benefícios do 5G para a telemedicina, o agronegócio, além dos setores de logística e segurança.

Não demorou para que milhares de usuários utilizam-se a postagem do ministro para opinar sobre a Huawei.

Boa parte dos mais de 1,8 mil comentários reforçou a posição “não queremos Huawei no Brasil”.

Não queremos espionagem chinesa aqui”, disse um usuário. “Se for chinês nós vamos te caçar até no inferno” ameaçou outra. “Se for Huawei, melhor nem fazer” concluiu outro.

Na postagem, o ministro não faz qualquer menção à Huawei.

Teve até gente que se disse contrária à evolução tecnológica e insinuou que o 5G provoca câncer ou danos ao DNA humano.

VIU ISSO?

–> Só Brasil fala em restringir Huawei, diz dona da Claro

–> Paulo Guedes é a favor da Huawei no Brasil

–> EUA continua a fazer lobby sobre o Brasil na questão do 5G

Além das acusações de espionagem, feitas pelos Estados Unidos, a China também enfrenta um momento de desconfiança geopolítica internacional, por conta da pandemia da Covid-19.

Em recentes entrevistas na rádio e na TV, Fábio afirmou que uma decisão final sobre o 5G será apenas em 2021 e que ela está nas mãos do presidente da República, Jair Bolsonaro, mas sem detalhar exatamente qual decisão ele se refere.

Como o resultado de um leilão de frequências não depende necessariamente de uma definição do presidente, é provável que o ministro esteja se referindo à questão da Huawei, que envolve não apenas uma questão tecnológica, mas também depende de uma decisão política.

Ainda sem data definida, o leilão de frequências do 5G no Brasil deve ocorrer no primeiro semestre do ano que vem.

Confira, abaixo, a repercussão da postagem do ministro Fábio Faria.

Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
CONTEUDO RELACIONADO

21 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
21 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários

MAIS POPULARES