Número de assinantes da TV Paga continua a despencar

Centro-Oeste, Sudeste e Sul são as regiões do país que mais perderam clientes.

Segundo dados divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), no mês de maio deste ano, a TV por assinatura perdeu 75,7 mil clientes, uma retração de 0,5% em relação ao mês anterior e 10,0% quando comparado com maio de 2019.

Atualmente, o Brasil conta com 15,2 milhões de acessos na TV Paga e uma densidade média de 21,9. Ou seja, a cada 100 domicílios, 21,9 deles têm acesso aos canais fechados.

As maiores densidades de assinantes estão no Distrito Federal (41,88), seguido de São Paulo (35,85), Rio de Janeiro (33,72) e Amazonas (24,90).

Na outra ponta, as menores densidades estão no Tocantins (6,38), Rondônia (6,98) e Paraíba (7,36).

No mês de maio, a região Centro-Oeste perdeu 7,2 mil clientes (-0,7%) em relação ao mês anterior, o Sul 17,0 mil (-0,7%) e o Sudeste 59,5 mil (-0,6%).

Já o Norte teve movimento positivo, acrescentando 2,8 mil clientes (+0,4%) e o Nordeste 5,1 mil (+0,3%).

VIU ISSO?

–> Streaming já é vice-líder de Ibope na TV aberta no Brasil

–> O que rolou? Netflix e Amazon registram altas históricas na bolsa

–> Faturamento do Globoplay chega em quase R$ 150 milhões

O maior pico de assinantes da TV Paga ocorreu em novembro de 2014, quando foi registrado 19,8 milhões de acessos. Desde junho de 2018, o número total de assinantes vem caindo mês a mês.

O número de acessos via satélite corresponde a 49,6% do total, cabo 43,8% e fibra óptica 6,6%.

A Claro mantém a liderança em participação de mercado (48,9%) seguido da SKY (29,9%), Oi (9,7%) e Vivo (8,3%).

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
3 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários