Canais terão mais um mês de sinal aberto na Claro net

Operadora segue com a iniciativa desde março, quando começou o período de quarentena no Brasil.

Imagem: Divulgação Claro net

De forma discreta, a Claro net divulgou que os canais com sinal aberto, liberados para motivar o período de isolamento social preventivo ao novo coronavírus, ficarão disponíveis para todos os assinantes até o dia 31 de julho.

A lista, que obviamente era maior no início da ação, diminuiu conforme os meses passaram.


Agora, são 21 canais liberados até o fim do mês, com opções voltadas para o entretenimento e informação.

Emissoras como Discovery Kids, Cartoon Network, Boomerang, Nickelodeon, Nick Jr., NAT GEO Kids, ZooMoo, Disney Channel, Disney Junior, Disney XD, Gloob, Tooncast, Baby TV, TV Rá Tim Bum, GloboNews, Bloomberg, RN, BBC, CNN Brasil, CNN Internacional e Band News completam a lista.

De forma paralela, a empresa segue com ofertas de 50% de desconto em filmes selecionados no NOW, aplicativo de vídeo sob demanda oferecido para os assinantes da Claro.

Ações que, apesar de menores, ainda garantem o entretenimento dos assinantes durante o delicado período de quarentena.

VIU ISSO?

–> Claro net ganha novo canal na próxima segunda-feira

–> Fusão a caminho? Nextel ganha tonalidade vermelha da Claro

–> Clientes Claro flex ganham acesso ao NOW

O último prazo estabelecido para manter a iniciativa em vigor era 18 de junho, portanto, os consumidores ganharam mais de 30 dias.

Resta saber se ainda é relevante para todos os clientes da Claro net, já que muitas emissoras liberadas fazem parte do pacote básico vendido pela TV por assinatura da empresa.

No UOL Play você encontra filmes, séries, desenhos, shows e esportes ao vivo. Além disso, alugue os títulos que acabaram de sair do cinema. Clique e experimente por 7 dias grátis!

COMPARTILHAR EM:

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários