Brasil poderá sofrer ‘consequências’ se permitir Huawei nas redes 5G

Em entrevista, embaixador americano faz ameaça velada ao país.

Imagem: U.S. Department of State

Em entrevista para o jornal o Globo, Todd Chapman, embaixador dos Estados Unidos, diz que o Brasil poderá sofrer “consequências” caso permita a entrada de produtos da Huawei na infraestrutura 5G do país.

Chapman deixa claro que não se trata de “represálias”, mas sugeriu que o Brasil pode deixar de receber investimentos americanos e, até mesmo, empresas dos EUA poderiam deixar o país, por temerem que seus segredos de propriedade intelectual não estejam protegidos.


“Cada país é responsável por suas decisões. As consequências que estamos vendo no mundo é que há um receio de empresas que estão baseadas na propriedade intelectual de fazer investimentos em países onde essa propriedade intelectual não seja protegida”, afirmou Todd.

O embaixador voltou a afirmar que os Estados Unidos estão abertos para financiar a rede 5G no país, desde que o Brasil compre produtos de fornecedores confiáveis.

A tensão comercial e política entre Estados Unidos e China têm se intensificado cada vez mais. Depois de uma série de sanções à Huawei, o governo de Donald Trump tem feito pressão sobre países considerados aliados (entre eles o Brasil) para bloquear a entrada de equipamentos chineses em suas redes 5G.

Recentemente, Li Yang, cônsul-geral da China no Rio de Janeiro, afirmou que a rixa contra as fabricantes chinesas é motivada pelos Estados Unidos terem ficado para trás sob o ponto de vista tecnológico no setor de telecomunicações, uma vez que os maiores fornecedores desses tipos de produtos são a finlandesa Nokia e a sueca Ericsson, além da chinesa Huawei.

Atualmente, a China é a segunda maior economia do mundo, principalmente na área tecnológica.

VIU ISSO?

–> Paulo Guedes é a favor da Huawei no Brasil

–> Vivo é citada pelo governo dos Estados Unidos

–> Leilão do 5G fica para 2021

De acordo com Fábio Faria, ministro das Comunicações, o tema “Huawei” é considerado de pouca urgência para o presidente da República, Jair Bolsonaro. Uma decisão deverá ser tomada apenas no ano que vem, quando o leilão do 5G deve ocorrer no país.

Com informações de O Globo.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
3 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
matheu__s

Mas não é pra usar a Huawei mesmo… Tanto equipamento melhor e ficam nessa novela da Huawei…

Cidade - UF
Três Corações
gustavosilva

A tecnologia de 5G da Huawei é melhor e mais barata. Por isso que as operadoras do mundo inteiro estão saindo em defesa da Huawei. Usar as outras opções é optar por uma rede já defasada e muito mais cara, não é à toa que os EUA querem financiar para diluir esse custo mais elevado.

Cidade - UF
Maceió
Luiz Carvalho

Os EUA é uma nação arrogante né ?

Cidade - UF
São Paulo