6G chega em 2028, diz Samsung

COMPARTILHAR:

Conexão de sexta geração terá velocidade de até 1 Tbps e funcionará na faixa do terahertz.

O 5G ainda nem chegou em muitos países, mas a Samsung já projeta que o 6G será lançado comercialmente em 2028.

O exercício de futurologia foi realizado pela fabricante em um documento divulgado nesta terça-feira (14). De acordo com a Samsung, a rede de sexta geração poderá atingir picos de 1 Tbps e terá uma melhor arquitetura do que o 5G.

Na visão da empresa, o 6G será 100 vezes mais confiável que o 5G e terá a capacidade de conectar 10 milhões de dispositivos por quilômetro quadrado.

A ideia é que a futura rede seja utilizada principalmente para internet das coisas (IoT). Estima-se que 500 bilhões de dispositivos estarão conectados em 2030, entre eles veículos, robôs, eletrodomésticos, telas, máquinas e sensores.

O 6G permitirá experiências futuristas imersivas como a realidade estendida (XR), por meio de transmissões em 16K, que exigem uma banda de tráfego de aproximadamente 900 Mbps, algo superior ao que a rede de quinta geração poderá entregar.

Enquanto o 5G opera nas faixas entre 6 e 110 GHz, a Samsung projeta que as redes 6G emitirão ondas de até 3 THz. Isto exigiria a criação de novos protocolos de comunicação e o redesenho das atuais antenas, uma vez que quanto maior a frequência menor é o poder de penetração do sinal.

VIU ISSO?

–> Decisão final sobre 5G será de Bolsonaro, diz Fabio Faria

–> 5G vai chegar antes do leilão, segundo CEO da Oi

–> Como a Claro vai ofertar ‘5G’ antes do leilão de frequências?

Segundo a Samsung, a União Internacional de Telecomunicações (ITU, na sigla em inglês) só deve começar a definir as especificações do 6G apenas no ano que vem. Em 2028, surgiriam as primeiras conexões de sexta geração. A comercialização em massa só deve ocorrer em 2030.

Com informações de Tecnoblog.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
4 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários