InícioEconomia e NegóciosGrupo TIM perde receitas e clientes no primeiro trimestre

Grupo TIM perde receitas e clientes no primeiro trimestre

Resultados financeiros na Itália e no Brasil foram impactados pela pandemia da Covid-19.

Nesta segunda-feira, 18, o Grupo TIM, sediado na Itália, apresentou os resultados financeiros do primeiro trimestre de 2020. Apesar do aumento no número de acessos por fibra óptica e a diminuição de suas dívidas, a companhia perdeu receitas e clientes.

As receitas de serviços do grupo italiano totalizaram 3,7 bilhões de euros (R$ 23,10 bilhões na cotação atual), uma redução de 6,6% em relação ao mesmo período do ano passado. Já a receita total caiu 8,4%, atingindo 4 bilhões de euros (R$ 24,87 bilhões).

O mercado italiano constitui 78,5% da receita, enquanto o mercado brasileiro 21,7% do total.

O número total de linhas móveis da TIM era de 30,5 milhões no final de março, queda de 1,2% em relação ao trimestre anterior. Por outro lado, a taxa de desconexão diminuiu para 5,3%, principalmente em abril, uma redução de -0,2 pontos percentuais em relação ao quarto trimestre de 2019.


O número total de linhas de fibra óptica, no varejo e atacado, atingiu 7,3 milhões de unidades, um aumento de 5% em relação ao trimestre anterior.

Em 31 de março de 2020, o Grupo TIM também conseguiu reduzir sua dívida em mais de 923 milhões de euros (R$ 5,8 bilhões), atingindo 26,7 bilhões de euros (R$ 166,88 bilhões).

VIU ISSO?

–> Para a TIM, estágio atual do 5G é mais relevante para economia

–> Clientes TIM Live serão obrigados a migrar de plano

–> TIM leva fibra óptica e 4G para novas cidades

Segundo a TIM, os resultados financeiros da companhia foram impactados pelos efeitos do fechamento de lojas e, portanto, da venda de produtos, assim como a redução do tráfego de roaming, diante do isolamento social.

“Estamos passando por um período extraordinário e sem precedentes de emergência sanitária em todo o mundo, que resultou em alta incerteza e sinais de recessão econômica. O Grupo TIM implementou prontamente todas as ações necessárias para mitigar os efeitos dessa situação econômica, incluindo um plano para conter custos e aumentar a eficiência do investimento” disse o comunicado do Grupo TIM.

Com relação ao Brasil, o grupo italiano reforçou que continuam as negociações para a TIM Brasil e a Telefônica (controladora da Vivo) para adquirirem o negócio móvel da Oi e também o lançamento de uma iniciativa para acelerar o desenvolvimento da rede de fibra, com planos de abrir o capital da TIM Live a um parceiro estratégico.

Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.

9 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
9 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários