Claro leva a pior em recurso contra Vivo e TIM

Operadora se posicionou contra o compartilhamento de redes entre as duas operadoras e pediu uma nova análise.

Ilustração - Compartilhamento
Imagem: Freepik

Se depender do CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), Vivo (VIVT3) e TIM (TIMP3) continuam com o caminho livre para o compartilhamento de 2G, 3G e 4G que envolverá diversas cidades brasileiras.

Quem tentou dificultar o acordo entre as duas empresas foi a Claro, principal concorrente de ambas. Em recurso para a autarquia, a operadora destacou que os efeitos anticompetitivos não foram considerados na análise e fez outras considerações.


Mas, não levou a melhor. Lenisa Prado, conselheira do CADE, analisou que não existem motivos suficientes para invalidar a operação entre as duas prestadoras de telecomunicações.

Os argumentos foram cautelosamente analisados e a conclusão é que não foram trazidos elementos fáticos ou novos argumentos para justificar uma reforma da decisão.

De acordo com o CADE, um descontentamento pode ser enviado diretamente para a Anatel, que já validou a operação e segue responsável pela regulação do setor.

Para Lenisa Prado, a agência legalmente tem que enfrentar questões concorrenciais como a levantada pela Claro no recurso. “Não há como dissociar a regulação bem feita da proteção da concorrência”, alegou.

VIU ISSO?

–> Conheça os estados onde Claro, Vivo, TIM e Oi lideram com folga
 
–> TIM e Vivo anunciam compartilhamento de redes 2G e 4G

–> Claro está a 41 mil linhas de perder a vice-liderança para a TIM

O compartilhamento de redes entre as operadoras Vivo e TIM foi anunciado em julho de 2019. Em dezembro, foi possível conhecer mais detalhes da operação, que só no 3G e 4G deve envolver mais de 800 cidades.

A nova análise do CADE foi divulgada pelo jornalista Samuel Possebon.

Com informações de Teletime

No UOL Play você encontra filmes, séries, desenhos, shows e esportes ao vivo. Além disso, alugue os títulos que acabaram de sair do cinema. Clique e experimente por 7 dias grátis!

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
0 0 voto
Nota para o redator
Acompanhar esta matéria
Notificação de
7 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários