InícioTelefonia CelularClaro está a 41 mil linhas de perder a vice-liderança para a...

Claro está a 41 mil linhas de perder a vice-liderança para a TIM

Péssimo desempenho no final de 2019 fez a operadora se distanciar da líder Vivo e estar prestes a ir parar no terceiro lugar da telefonia celular.

briga entre tim e claro pela vice-liderança da telefonia celular

“A caminho da liderança”, a Claro está prestes a perder novamente o segundo lugar do setor de telefonia móvel para a TIM. Durante o quarto trimestre de 2019, a operadora do grupo mexicano América Móvil perdeu quase 2 milhões de clientes, enquanto a TIM perdeu somente 80 mil usuários.

De acordo com dados da consultoria Teleco, a Claro fechou 2019 com 54,488 milhões de linhas ativas, enquanto a TIM registrou uma base de 54,447 milhões de chips. Ou seja, somente 41.000 acessos a menos do que a sua principal concorrente. A diferença percentual de participação de mercado entre TIM e Claro agora é de apenas 0,02 pontos.


As empresas Oi, Nextel e Sercomtel também perderam clientes nos últimos três meses do ano: 742 mil, 10 mil e 2 mil, respectivamente.

Vivo (+749 mil) e Algar Telecom (+212 mil) foram as únicas marcas que apresentaram um desempenho positivo no período. Não podemos esquecer, no entanto, das operadoras móveis virtuais. Juntas, as MVNOs adicionaram 346 mil novas linhas na rede.

De modo geral, a telefonia celular perdeu 1,49 milhão de acessos entre outubro e dezembro de 2019. Agora são 226,669 milhões de chips ativos.

Querer não é poder

Quando assumiu a gestão da área de telefonia móvel da Claro, Paulo César Teixeira (ex-diretor da Vivo), disse a seguinte frase: “Vamos com muita energia buscar a liderança de mercado”.

Muitos consumidores também estavam confiantes. Em enquete sem caráter científico promovida na página do Minha Operadora no Facebook, 88 das 211 pessoas que votaram (41,7%) disseram ter certeza que a Claro vai superar a Vivo em número de clientes durante o ano de 2020.

Porém, a diferença entre Claro e Vivo aumentou durante o ano passado. No primeiro trimestre de 2019, a Vivo possuía 32,13% do mercado brasileiro, enquanto a Claro detinha 24,63%. Agora, a primeira tem 32,90% contra 24,04% da segunda.

Quando olhamos mais de perto a diferença percentual entre Claro e TIM, a situação é ainda mais alarmante para a mexicana. No 1º trimestre de 2019, 0,57% afastavam as duas empresas. Agora, como já citado no início desta postagem, a disparidade é de apenas 0,02%. Veja no gráfico a seguir:


Vagner Santos
Entusiasta de Telecomunicações. Fundador do Minha Operadora, hoje um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecom do Brasil e do mundo. Mais de 16 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.

31 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
31 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários