TIM terá que destinar R$ 100 mil para combate ao coronavírus

Novo acordo da operadora põe fim a uma Ação Civil Pública por violação dos direitos de consumidores.

Ilustração TIM
Imagem de fundo: Pixabay

Uma iniciativa da promotora de Justiça Andrea Mendonça da Costa finalizou uma Ação Civil Pública movida contra a TIM por violação dos direitos de consumidores. Ficou acordado que a operadora terá que direcionar R$ 100 mil para combate ao novo coronavírus.

O dinheiro vai diretamente para o Fundo Municipal de Saúde em Juazeiro, na Bahia, região em que foi movida a ação contra a prestadora.


A diretriz vem da procuradora-geral de Justiça, Norma Cavalcanti. A partir de agora, é indicado que todos os promotores revertam recursos de ações para atividade voltadas ao combate da pandemia do COVID-19.

VIU ISSO?

–> Multa de R$ 3,1 milhões para a TIM é suspensa

–> Quebra de fidelidade gera multa de R$ 250 com a TIM

–> TIM é multada em 114 milhões de euros

Detalhes e argumentos do processo não foram divulgados. A operadora firmou o compromisso com o Ministério Público da Bahia.

Paralelamente, em outras ações de combate, a TIM também passou a oferecer soluções de tecnologia para as Prefeituras rastrearem aglomerações e aplicarem medidas de contenção para evitar um alto número de contágios.

O Rio de Janeiro é um dos municípios com esse serviço da prestadora, que também anunciou outras ações de combate.

Com informações de A Tarde (UOL)

COMPARTILHAR EM:

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários