Dono da Claro é envolvido em boato sobre Bolsonaro e Globo

Visita de Carlos Slim Domit ao Brasil motivou uma notícia falsa de grande repercussão.

Carlos Slim, dono da Claro.
Carlos Slim. Imagem: Flickr

No início da semana, o mexicano Carlos Slim, bilionário por trás da América Móvil (BMV: AMXL), controladora da Claro, foi envolvido nas polêmicas “fake news” que circulam via WhatsApp. Na nota em questão, o empresário foi relacionado ao presidente Jair Bolsonaro e ao grupo Globo.

A mentirosa informação dizia que o filho do executivo esteve no Brasil, em encontro com Bolsonaro, para transmitir uma mensagem de sua família e pedir que a Rede Globo pare de perseguir o presidente.


Para justificar a hierarquia do executivo na solicitação, a notícia, em tom alarmista, informava que Carlos Slim também era controlador do Grupo Globo no Brasil.

Com rapidez, o boato se expandiu pelos aplicativos, redes sociais e incentivou a já conhecida polarização política do país. Principalmente entre apoiadores do presidente e pessoas que são contra a Rede Globo.

“A saber. o filho de Carlos Slim, o mexicano mais rico do mundo, dono da Claro e co-proprietário do Grupo Globo de Comunicações, esteve no Rio de Janeiro e em Brasília. Em terras cariocas reuniu a direção do Grupo Globo e determinou que parassem de perseguir o governo Bolsonaro por tal falto acarretaria na perda da concessão do canal de tv (sic)”, espalhava o boato.

VIU ISSO?

–> Procon determina abertura de canais abertos na Claro TV
 
–> Claro net tv adiciona nova emissora na grade

–> Resultados da América Móvil crescem; Claro tem grande influência

O primeiro indício que comprova a falsidade da nota são os erros de pontuação e português. Com isso, o público já consegue entender que não se trata de uma informação redigida e circulada por um veículo oficial de comunicação.

Os outros se referem a veracidade de tudo o que foi compartilhado. A visita de Carlos Slim Domit (chamado de Carlos Slim Júnior na notícia falsa) realmente ocorreu, mas não com esse propósito.

Em reunião com o presidente Jair Bolsonaro, o executivo prometeu investimentos em torno de R$ 30 bilhões no Brasil entre 2020 e 2022. Valor destinado à infraestrutura de serviços oferecidos pela Claro e Embratel (empresas da América Móvil).

A outra inverdade é a respeito do Grupo Globo, que não tem qualquer relação com a família Slim. O bilionário esteve até envolvido em um boato de compra do conglomerado, que também se provou falso.

A própria Constituição Federal impede que qualquer estrangeiro seja dono de concessões de Rádio e TV, uma exclusividade para brasileiros ou empresas nacionais proprietárias de corporações com fins jornalísticos e de radiodifusão.

Com informações de Boatos.org

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários