‘Lollapalooza cancelado’ agita a internet

Adiamento pode fazer com que a Vivo e outras marcas patrocinadoras atrasem o anúncio de novos produtos.

Imagem: Lollapalooza/Divulgação

Nesta quinta-feira, 12, diante do surto de coronavírus, o governo de Buenos Aires publicou um decreto suspendendo todos os eventos públicos em massa na capital argentina. A medida atinge em cheio o festival Lollapalooza, que estava agendado para ocorrer na cidade no final deste mês. A organização do evento deve fazer um anúncio oficial em breve.

A publicação do decreto argentino é uma resposta ao anúncio da Organização Mundial da Saúde (OMS) de classificar a disseminação do Covid-19 como uma pandemia. Nas últimas semanas, o número de casos confirmados tem aumentado rapidamente.


Além da Argentina, os shows do Lollapalooza no Chile também podem ser afetados. A abertura da Loja Lolla chilena, que distribui as pulseiras para o evento, foi adiada. Nas redes sociais, a organização disse que mais informações serão divulgadas em breve.

Já a Time For Fun, organizadora do evento no Brasil, ainda não se pronunciou sobre a possibilidade de um adiamento do festival no Autódromo de Interlagos, na capital paulista. Ela nem mesmo tocou no assunto Covid-19 ou deu instruções sanitárias para os seus futuros visitantes, em suas divulgações publicitárias dos últimos dias.

Segundo dados do Ministério da Saúde, o Brasil já conta com 60 casos confirmados de contaminação por coronavírus, sendo que 30 deles estão em São Paulo.

Com o possível adiamento, o Lollapalooza entra numa longa fila de festivais, encontros de tecnologia e feira de jogos eletrônicos que foram cancelados por conta da emergência do coronavírus. Ultra Music, Tomorrowland e Coachella são alguns exemplos de eventos musicais ao redor mundo que foram remarcados para datas futuras.

Imagem: Lollapalooza/Divulgação

Indo contra a preocupação internacional, João Doria, governador do estado de São Paulo, durante coletiva de imprensa, tentou tranquilizar a população ao afirmar que “não há razão para cancelamento de eventos, independentemente do número de pessoas”.

A suspensão de um evento desta magnitude afeta não apenas os visitantes (que já compraram os ingressos), mas também as marcas patrocinadoras – como Adidas, Coca-Cola, Chevrolet – que gastaram muito dinheiro para realizar campanhas durante o festival.

Por outro lado, nenhuma empresa vai querer ver seu logotipo estampado em um local onde existe o risco de alguém ser infectado ou mesmo morrer.

Há rumores de que a produtora do evento já tomou a decisão e que o adiamento deve ser anunciado a qualquer momento.

Tal medida geraria o reagendamento com as bandas, bem como negociações para o uso do espaço do Autódromo de Interlagos em uma nova data. Caso o evento precise mudar de local, o lineup dos shows sofreria alterações.

VIU ISSO?

–> Vivo será patrocinadora do Lollapalooza Brasil 2020

–> Dona da Vivo pretende oferecer 30GB gratuitos para seus clientes

–> Operadoras vão enviar alertas para a população sobre o coronavírus

Para a Vivo, o cancelamento do Lollapalooza brasileiro seria um duro golpe em seu plano de marketing. Pelo segundo ano consecutivo, a operadora é patrocinadora do festival no Brasil, no qual pretendia realizar diversas ativações publicitárias.

Entre as campanhas planejadas está a promoção do plano Vivo Easy, que ganhou app customizado com “a cara” do festival de música e recebeu descontos em preços de diárias e pacotes de internet.

Nos últimos dias, a operadora também lançou uma ação promocional que visa distribuir ingressos para que os seus clientes tenham acesso ao Lolla Lounge by Vivo, uma área VIP que conta com open bar, vista para palcos e telão com transmissão dos shows.

O espaço conta ainda com Wi-Fi exclusivo, ponto de fotos, espaço para carregar celular, entre outros.

Ação da Vivo para promoção do Lolla Lounge. Imagem: Lollapalooza/Divulgação

Enquanto a organização do Lollapalooza mantém silêncio sobre o surto de coronavírus, a promoção do evento continua normalmente, inclusive com a venda de ingressos liberada. O evento está marcado para os dias 3, 4 e 5 de abril.

Estão confirmados a presença de Guns N’ Roses, Travis Scott, The Strokes, Lana Del Rey, Martin Garrix, Gwen Stefani, entre outros.

Na internet, a preocupação com a doença fez com que as buscas no Google para o termo “Lollapalooza cancelado” subirem 4.050% na última semana. Como de costume, uma série de memes foram disseminados nas redes sociais.

Com informações de La Nacion, Yahoo, InfoMoney e R7.

No UOL Play você encontra filmes, séries, desenhos, shows e esportes ao vivo. Além disso, alugue os títulos que acabaram de sair do cinema. Clique e experimente por 7 dias grátis!

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
0 0 voto
Nota para o redator
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários