Operadoras vão enviar alertas para a população sobre o coronavírus

Brasil já conta com 30 casos confirmados no surto de COVID-19.

Em reunião realizada na semana passada, no Palácio do Planalto, foi aprovada a proposta da Agência Nacional das Telecomunicações (Anatel) de envolver as operadoras de telefonia no esforço para reduzir o surto de coronavírus no país.

A ideia é enviar mensagens de textos para usuários e regiões que apresentam risco de contaminação. O foco é informar a população sobre sintomas, orientar onde procurar assistência médica e combater fake news.


Os alertas devem começar a ser enviados nesta semana.

Na manhã desta segunda-feira, 9, o Ministério da Saúde apontou que Brasil já registrava 25 casos de COVID-19, sendo: 16 em São Paulo, 3 no Rio de Janeiro, 2 na Bahia, 1 em Alagoas, 1 em Minas Gerais, 1 em Espírito Santo e 1 Distrito Federal.

Mais tarde, após o balanço federal, a Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro confirmou mais 5 novos casos, somando 8 confirmações no estado e 30 no país.

Todos os casos são importados, exceto um paciente em São Paulo. Atualmente, são monitoradas 663 pessoas e outras 632 já foram descartadas a suspeita de infecção.

VIU ISSO?

–> TIM oferece dados ilimitados em cidades afetadas pelo Coronavírus

–> 5G será utilizado no diagnóstico do coronavírus

–> Exame de coronavírus dá positivo em funcionário da AT&T

Há pouco mais de uma semana, o Ministério da Saúde já tinha solicitado a ajuda das operadoras para notificar por SMS os estrangeiros que chegam ao Brasil, para que eles baixem um aplicativo desenvolvido pela pasta, com informações sobre o coronavírus.

O país também adotou um novo critério de vigilância, podendo categorizar como suspeitos todos aqueles que chegarem de países da América do Norte, Europa e Ásia, e tiverem sintomas como febre, coriza, tosse, falta de ar.

Para evitar a proliferação do coronavírus, o Ministério da Saúde recomenda lavar as mãos, utilizar lenços descartáveis para higiene nasal e cobrir boca e nariz ao espirrar ou tossir. Também é recomendado evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

Com informações de Telesíntese, Ministério da Saúde e Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, FAÇA LOGIN para comentar
  Acompanhar esta matéria  
Notificação de