Operação de telefonia móvel da Oi já está à venda, segundo a Vivo

Ángel Vilá, vice-presidente de operações da Telefónica, revelou a informação durante um evento em Barcelona.

Ilustração venda da Oi. Imagem: Christian Dubovan (Unsplash)
Imagem: Christian Dubovan (Unsplash)

Tudo indica que a Oi (OIBR3 / OIBR4) já iniciou o processo de venda da sua operação de telefonia móvel. Se for verdade, a informação já era esperada por alguns analistas, mas pode ter um efeito surpresa no mercado de telecomunicações, já que operadora nunca manifestou o interesse oficialmente.

Quem revelou foi Ángel Vilá, vice-presidente de operações da Telefónica, dona da Vivo (VIVT3 / VIVT4), durante um evento da consultoria Morgan Stanley, realizado em Barcelona. Ele ressaltou ainda que sua companhia está de olho na possibilidade.


Em mais detalhes, os bancos que assessoram o plano estratégico da Oi já teriam dado início ao processo de prospecção dos possíveis interessados nos ativos.

“Isso pode ser uma situação interessante onde pode haver sinergias”, comentou Vilá.

O vice-presidente da Telefónica destacou ainda que a tele carioca sempre apoiou consolidações de mercado e teve um desempenho impecável na telefonia móvel no passado. Fatos que só aumentam o interesse da concorrente.

VIU ISSO?

–> Vivo confirma interesse na operação móvel da Oi

–> Dona da Claro quer fazer acordo com a Oi

–> Para a TIM, nenhuma empresa no Brasil poderia comprar a Oi inteira

Para Ángel Vilá, a operadora tem atualmente uma base substancial e capacidade de espectro significativa. A Oi ainda não quis comentar sobre o assunto.

A venda da operação móvel ou da empresa como um todo são rumores que ganharam força após os últimos resultados da companhia, com registro de caixa negativo e aumento da dívida.

No entanto, a aposta da Oi para reverter a performance abaixo do esperado sempre foi o plano estratégico anunciado em julho. Nele, o aumento da base clientes pós-pagos de telefonia foi mencionado.

A informação pode até mesmo atrapalhar o número de vendas da empresa na Black Friday 2019. De telefonia, por exemplo, há um plano que oferece 100 GB por R$ 99,90.

Será que os consumidores ficarão motivados ao se darem conta que a operação móvel da operadora pode estar prestes a ir para as mãos de outra?

Claro (BMV: AMXL), TIM (TIMP3 / TIMP4) e Vivo já manifestaram interesse pelos ativos da Oi.

Com informações de Reuters e UOL (Bloomberg)

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.

5
Deixe um comentário

Por favor, faça login para comentar
  Acompanhar esta matéria  
o mais novo mais antigo mais votado
Notificação de
Marcelo Ribeiro
Colaborador

A aquisição da Oi móvel pela Vivo esbarra no CADE, que jamais permitiria essa concentração de frequências e mercado.
É óbvio que a Vivo vai alardear seu interesse na compra, já que as ofertas da Oi estão retirando clientes pós da espanhola.

Cidade - UF
Novo Hamburgo RS
Mvinicius
Colaborador
Mvinicius

Marcelo, vamos acreditar que o CADE realmente faça aquilo que se espera dele, porque uma fusão da Oi com qualquer outra operadora já existentes, nóis consumidores só sairíamos no prejuízo. Só usuário da Oi tanto no móvel qto na Oi Fibra, e pelo menos aqui em Salvador, funcionam perfeitamente. Oi fibra passando do 200 megas e na questão do Oi móvel não me deixa na mão, já fui usuário da TIM e Claro, não vejo diferença entre elas e a Oi aqui em Salvador/BA. Atualmente meu plano é o Oi controle de 16gigas pôr R$ 59, onde que às demais… Leia mais »

Cidade - UF
SALVADOR BAHIA
Frederico Espíndola
Colaborador

Acho meio duvidoso isso, a tendência são operadoras QuadPlay, o serviço móvel da Oi tem sua relevância sim se não ela não estaria fazendo promoções agressivas como está para manter os atuais clientes e atrair mais, o braço móvel seria essencial para a recuperação da Oi

Cidade - UF
Goiás
Roberto Ramos
Colaborador
Roberto Ramos

Tomara que vendam mesmo e que a China Mobile compra, a Oi está péssima em atendimento móvel.
Na verdade sempre foi.
Se a China Mobile comprar pode ter certeza, a briga vai ser grande.
Eu portabilizo na hora.

Cidade - UF
São Bernardo do Campo - SP
Tauan Fontoura
Colaborador
Tauan Fontoura

“A informação pode até mesmo atrapalhar o número de vendas da empresa na Black Friday 2019.”

“Será que os consumidores ficarão motivados ao se darem conta que a operação móvel da operadora pode estar prestes a ir para as mãos de outra?”

Huahuahua kkkkkkkkkk kkkkkkkkkk o minha operadora só pode estar de brincadeira.
Seria o sonho de qualquer brasileiro esse tipo de plano pós pago da Oi, só que um operadora que preste.
Pq a Oi não presta.
Só que a melhor opção seria uma outra empresa de fora do país comprar.

Cidade - UF
Porto Velho RO