Claro lidera crescimento no pós-pago em julho

Empresa se destacou também pelo número de portabilidades, clientes provenientes de outras operadoras.

Divulgação site da Claro
Imagem: Divulgação Claro

De acordo com o último balanço da Anatel, as informações são positivas para o setor de telefonia móvel no Brasil. O mercado voltou a crescer e encerrou o mês de julho com mais de 195 mil acessos e 228.585 milhões de linhas. A tecnologia 4G e o crescimento do pós-pago são creditados como motivadores.

A Claro foi o maior destaque no segmento pós. A operadora da América Móvil adicionou 288 mil novos clientes na sua base. Um total de 25,6 milhões de acessos.

Do número, a maior parcela vem de portabilidade, clientes que consumiam serviços de outras operadoras.

O crescimento da marca corresponde a mais de 70% do avanço total do mercado em julho. A Claro também é destaque na venda de planos de voz e dados, que estão diretamente relacionadas com o crescente uso de smartphones no país.

VIU ISSO?
Compra da Nextel pela Claro é aprovada pela Anatel
‘Agora, NET está na Claro’, diz novo comercial da operadora
Adesão ao Claro Flex causa dor de cabeça para usuários

“A Claro vem trabalhando na oferta de serviços inovadores, somados a significativos investimentos em rede, para uma entrega de melhor qualidade e maior cobertura. Estamos abraçando um resultado já esperado, com um crescimento sólido e constante”, declara Paulo Cesar Teixeira, CEO da Unidade de Consumo e PME da Claro.

Entretanto, clientes pré-pagos ainda representam 55% da base da operadora. A Vivo é a que mais detém clientes pós, que representam 57% no seu total de consumidores. A TIM fica com 39% e a Oi 31%.

Atualmente, o segmento pós-pago é visto como a “galinha dos ovos de ouro” para as operadoras. A Oi, por exemplo, anunciou um maior investimento nos clientes “mais caros” como parte do plano estratégico para recuperar o caixa da empresa.

Já a TIM, que registrou números positivos em seu último balanço comercial, também confirmou que inventiva um movimento cada vez maior. Do pré para o controle e desse para as ofertas do pós.

Com informações do Teletime e Diário do Nordeste

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
6 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários