Espectro do 4G deve esgotar até 2023, alerta Nokia

Fabricante enviou o comunicado para a consulta pública do MCTIC sobre as políticas para o 5G, divulgada na última semana.

Imagem: Pixabay

Seria o prazo final para a chegada e viabilização do 5G? Na consulta pública do MCTIC sobre políticas para o 5G, a fabricante de telecomunicações Nokia escreveu um alerta e afirmou que o espectro 4G deve sofrer um esgotamento de capacidade até 2023 nos grandes centros urbanos.

Como solução, a empresa sugere que novas faixas sejam distribuídas o mais rápido possível, só assim a conectividade de quinta geração poderá ser ativada. Para a Nokia, é fundamental que cada operadora tenha 100 MHz nas faixas de 3,5 GHz.


Entretanto, é justamente o uso da faixa de 3,5 GHz que gera polêmica por conta da interferência na Banda C, que pode afetar as TVs via satélite.

A Nokia explica que o espectro inferior a 1 GHz deve ser utilizado para aplicações de baixa latência e áreas extensas, enquanto a banda 2,3 GHz deve ficar para B2B.

VIU ISSO?
Nokia antecipa que leilão de 5G do Brasil será o maior do mundo
iPhone tem o 4G mais rápido no Brasil
Brasil teve 47 ativações 4G a cada um minuto no primeiro semestre

Recentemente, Wilson Cardoso, diretor de soluções da Nokia, afirmou que o leilão de 5G no Brasil pode ser um dos maiores do mundo. Ele defendeu que a realização seja logo no início de 2020 e justificou sua fala com base na possível venda das frequências de 700 MHz, 2,3 GHz e 26 GHz no mesmo certame.

Na contribuição ao MCTIC, a Nokia cobrou também estudos para destinação do 28 GHz ao SLP. A marca defende que o destino primário para os serviços de satélite deve ser respeitado.

Outra sugestão foi a venda das bandas 700 MHz APT e 600 MHz, as duas abaixo de 1 GHz. Trata-se de uma boa oportunidade para se alinhar com a Europa, Canadá, Estados Unidos e México.

A desregulamentação do segmento também foi destacada pela Nokia. Afinal, é necessário facilitar a instalação de novas antenas para viabilizar e desenvolver o 5G. Até 2025, o estimado é que as operadoras terão que instalar 180 mil estações de rabiobase 5G.

Com informações do Tele.Síntese

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.

Deixe um comentário

Por favor, faça login para comentar
  Acompanhar esta matéria  
Notificação de