segunda-feira, 17 de setembro de 2018

Programador se vinga de empresa de telemarketing na mesma moeda

O que você achou? 
Profissional criou um robô para ligar insistentemente para companhia que o importunava há dois anos.

Todo brasileiro tem uma raiva em comum: receber ligações insistentes de empresas de telemarketing. Depois de dois anos recebendo persistentes telefonemas, o programador Gustavo Porto decidiu se vingar: criou um robô para ligar para a empresa que o importunava. 

Em entrevista ao programa Fantástico, da Rede Globo, Gustavo contou que recebia ligações procurando por uma Adriana. Mesmo ele dizendo que não conhecia ninguém com esse nome, as chamadas continuavam.

O morador da cidade de Dourados, no Mato Grosso do Sul, tentou resolver o problema de várias maneiras. Até quis pagar a dívida da desconhecida e não conseguiu, já que precisava confirmar os dados da pessoa.

No dia 4 de setembro, a empresa de telemarketing passou dos limites: começaram a ligar para Gustavo as 5h30 da manhã e retornavam a cada 30 minutos. 

Ele, então, teve uma ideia: fazer com a empresa o que estavam fazendo com ele. 

Para isso, Gustavo pegou um número que ligava para ele, mas nunca atendia quando ele retornava, e colocou em um aplicativo de mensagem. Assim, conseguiu descobrir o nome da empresa de telemarketing que o estava importunando. 

Por meio de uma pesquisa na internet, o programador descobriu o telefone fixo da companhia e preparou a vingança.

Em um programa que converte texto em voz, Gustavo digitou diversas vezes a palavra que ele mais falou nos últimos anos: “Alô”

Ele inseriu esse som em um programa que fazia ligações automáticas. Assim, a cada 30 segundos, o robozinho telefonista criado por Gustavo ligava para a empresa. No total, foram 185 ligações.

A vingança surtiu efeito! Gustavo nunca mais foi incomodado pela empresa de telemarketing. 

A companhia ainda pediu para que ele parasse de ligar para lá porque os funcionários precisavam trabalhar. 

O que foi feito por Gustavo é uma versão caseira do uso da voz para criar robô que liga para um telefone automaticamente. 

LEIA TAMBÉM:


Um sistema de inteligência artificial faz interação entre máquina e clientes. Os robôs são projetados para dar respostas automaticamente. 

É assim que funciona Agente Virtual da SKY, por exemplo. O robô da operadora tem solucionado 54,6% das chamadas relativas à motivos técnicos sem a necessidade de intervenção humana. 

Quem vende esse tipo de serviço garante que cada vez mais o consumidor irá conversar com robôs ao invés de gente. 

Dois funcionários, por exemplo, fazem em torno de 300 chamadas por dia. Um robô chega a 900 chamadas em um único dia.

O que fazer?


Até agosto deste ano, o Reclame Aqui recebeu 2.000 queixas de clientes que recebiam insistentemente telefonemas invasivos. 

As reclamações quase que dobraram em relação à mesmo período de 2017, quando havia 1300 queixas.

Contatos insistentes que constrangem o consumidor precisam ser denunciados. O usuário pode realizar a reclamação para a ouvidoria da empresa, para órgãos de defesa do consumidor ou, até mesmo, fazer um boletim de ocorrência.

Em alguns estados, o consumidor consegue bloquear o recebimento de ligações de ofertas de serviços fazendo um cadastro no Procon. Cobrança de dívida não entra no bloqueio. 

Segundo dados divulgados no último domingo (16) pelo Fantástico, no Procon de São Paulo, mais de 1,8 milhão de telefones foram cadastrados. 

A empresa que não respeita o bloqueio do telefone para ligações de telemarketing pode ser multada. No estado paulista, 20 empresas já foram multadas neste ano. A maioria bancos e empresas de telefonia. O valor total das multas foi de R$ 1,8 milhão. 

A Associação Brasileira de Telesserviços informou ao Fantástico que as empresas seguem o código de ética da atividade que limita, por exemplo, as ligações entre segunda e sexta, das 9h às 21h e aos sábados, das 10h às 16h. 

A associação ainda ressaltou que persegue a excelência, mas por ter mão de obra humana, o setor fica exposto a casos isolados.



Um comentário:

Ao deixar a sua opinião no Minha Operadora você concorda em respeitar o nosso Código de Conduta.