quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Jair Bolsonaro já foi contra a privatização das telecomunicações

O que você achou? 
Diferentemente do que disse no passado, hoje o deputado federal e candidato à presidência do Brasil se contradiz ao ser favorável às privatizações.


Candidato à presidência da República, o deputado Jair Bolsonaro constantemente aparece em entrevistas e discursos dizendo ser a favor das privatizações. O que muitos não sabem, no entanto, é que, quando o assunto são as telecomunicações no Brasil, ele já foi totalmente contrário à privatização.

Durante uma entrevista ao programa do Jô Soares, em 2005, Bolsonaro disse que privatizar as telecomunicações foi uma barbaridade. No contexto da conversa, o deputado criticava as ações de privatização do presidente Fernando Henrique Cardoso, e usava o assunto para justificar porque defendia o fuzilamento do ex-presidente – o que, explicou mais tarde, se tratava de “uma força de expressão que caiu muito bem”. Assista ao trecho:






Agora em 2018, completam 20 anos desde que aconteceu a privatização do sistema de telefonia no Brasil. Anunciado pelo governo de FHC, o programa de privatização ocorreu em 1998 e trouxe mudanças significativas ao setor.

Ao longo dos anos, os preços começaram a diminuir e a competitividade a aumentar na telefonia, que foi beneficiada com a universalização do serviço. Apesar de faltar muito para que a cobertura possa ser de qualidade e igualitária para toda a população brasileira, a privatização, que na época acabou com a Telebras, possibilitou novos negócios e investimentos no país.

Recentemente, a Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil) divulgou um vídeo que fala exatamente sobre este assunto, afirmando que a infraestrutura de telecom e o desenvolvimento da economia brasileira começaram a caminhar juntas, na época, justamente por estarem em um ambiente privado, dinâmico e competitivo.

LEIA TAMBÉM:

"O Brasil que tinha 7, hoje tem 236 milhões de telefones celulares. Viu nascer e se expandir a banda larga, que hoje chega a 30 milhões de acesso fixos. Universalizou a telefonia fixa. Ganhou mais opções de informação e entretenimento com a TV por assinatura. Tornou a banda larga móvel uma realidade para 205 milhões de usuários", informou no conteúdo.

Depois da privatização, ou seja, nos últimos 20 anos, foram investidos mais de R$ 885 bilhões (em valores atuais), que deixaram o setor no topo do ranking de investimentos privados diretos, conforme mostram os números abaixo, divulgados pela Telebrasil:


Voltando a Bolsonaro. Diferentemente do que disse no passado, hoje o deputado federal se contradiz ao afirmar que é favorável às privatizações. Com uma postura totalmente privatizadora, ele já chegou a afirmar que o país deve privatizar o máximo que puder.

Em uma entrevista que deu em 2016, ele explicou que, quando foi contra à privatização da Vale do Rio Doce, se tratava de uma opinião contrária à forma com que foi vendida. Apesar disso, ele não deu mais declarações sobre as telecomunicações.








19 comentários:

  1. As pessoas mudam privatizar a Anatel melhor só temos Vivo Claro Tim Oi e Nextel no eixo RJ SP e Algar em partes de MG SP e MT precisamos de mais operadoras para que ofereçam um serviço melhor e barato

    ResponderExcluir
  2. Achei a matéria politiqueira, por citar um candidato as eleições, mais todos nós temos o direito de mudar de opinião, o problema não e privatizar, e sim as teles atuas que são poucas, e não se tem muita opção para ter algo melhor, a monopólio atual fingindo não existir e evidente na internet fixa, como pode um estado com a população grande como SP Capital, ter apenas determinadas áreas com internet fixa de qualidade? A NET só tem internet em bairros nobres ou avenidas específicas, a Vivo fibra só te no centro e bairro nobre, e quem esta expandindo aos poucos em SP e a Tim Live, porém em diversos bairros ate hoje em pleno 2018, no máximo chega somente 2MB a Vivo mercenária, uma vergonha que os governos fecham os olhos.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. E qual a opinião dos demais candidatos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, pq não falam dos outros candidatos tbm? Pq só agora falam do Bolsonaro? Não entendi bem a necessidade dessa matéria.

      Excluir
  5. A pessoa não pode evoluir ? Mudar opinião conforme o tempo! Deveria colocar outros parlamentares tbm não somente um.

    ResponderExcluir
  6. lula era contra o plano Real,foi presidente e não fez mudança. Temos que buscar soluções para o futuro do país , só espero que quem ganhar tenha idéias para melhor a qualidade fora dos grandes centros.

    ResponderExcluir
  7. Nao da pra saber se seria melhor ou pior privatizada. A tecnologia evoluiu. A tecnologia disponivel na epoca que era estatal foi utilizada normalmente. Talvez fosse usada da mesma forma hoje. Nao tem como saber. É a mesma coisa que fazer aquela piada que se o pt nao ficasse no poder se teriamos um iphone 8. Agora sobre o bolsonaro mudar de opiniao... acho que todo mundo muda. Eu mesmo acreditava no Lula na pimeira eleicao dele. Hoje mudei de opiniao.

    ResponderExcluir
  8. Não falem mal do meu presidente...e Bolsonaro na cabeça.

    ResponderExcluir
  9. Eu já fui contra Privatizar a PETROBRÁS. E hoje na minha opinião, além dela, os Correios também deveria ser privatizado!! Mais uma matéria sensacionalistas contra o Mito. Por que eles não falam de nenhum outro candidato?? Estranho isso!! Quanto mais falam, mais ele cresce!!

    ResponderExcluir
  10. Minha Operadora não sejam covardes, deixem de ser politiqueiro e façam uma matéria para cada candidato expondo seus pontos de vistas sobre esses temas. Desconfio que vocês sejam pelegos do PT com medo de perder a boquinha, até por terem tempo pra fazer essa pesquisa toda sobre a vida do candidato em tela e de manwtrem esse blog, que perdeu minha credibilidade. Vocês estão querendo surfar no sucesso do Bolsonaro para atrair publico e criar polêmica. Querem saber? Apaguem esse post que é melhor.

    ResponderExcluir
  11. Mais de 27 anos assumindo cargo público( só no Brasil isso existe) , e sem ter um projeto de lei aprovado no Rio . Sem aliados e com uma mente retrógrado, o candidato tem todo direito de mudar de opinião . Prova disto é o plano de governo que ele fez e já se encontra registrado . É só olhar , no quesito "família" . Tudo muda ! Acho sem muito nexo essa matéria .

    ResponderExcluir
  12. Politicagem .... não sou Bolsonaro.... mas acho que cabia até um processo por politica sem direito de defesa .... em algum momento vcs foram atrás do cara pra perguntar por Que? Ou soh vamos descer a porrada e tá tudo certo? Se liguem....

    ResponderExcluir
  13. O Mito evoluiu seu pensamento, simples assim. Os únicos que gostam de órgãos públicos são os que mamam nas suas tetas. Uma empresa privada é mais eficiente, pois como ela visa o lucro, tem que investir e atender bem para ganhar clientes, diferente de uma empresa pública que o cara está cagando pra você e se você falar alguma coisa, ainda esfrega na sua cara que desacato a funcionário público é crime.

    Muitos criticam as empresas de telefonia, agora fico pensando como estaríamos se a telefonia ainda fosse estatal. Teríamos uma cobertura 2G pífia e somente nos grandes centros, pagaríamos uma fortuna para adquirir uma linha telefônica e teríamos que declarar no imposto de renda. Internet fixa, só discada e com cobrança de pulsos telefônicos.

    Ligações ilimitadas e WhatsApp a vontade? Só em sonho.

    ResponderExcluir
  14. Virou politicagem esse site agora. Tenha dó. Bolsonaro 2018

    ResponderExcluir
  15. Pior post da história deste site. Fazendo propaganda velada para Geraldo né, danadinhos???
    Tem jeito não. Eh melhor JAIR se acostumando...

    ResponderExcluir
  16. Ta certo. O site tem que faturar. E nada melhor que época de eleições pra faturar. Chegaram os meses de vaca gorda para a imprensa. Depois os políticos recuperam o prejuízo em 4 anos.

    ResponderExcluir
  17. Pelo menos ele reconhecemos erros e muda de opinião. O Lulalau e seus puxadinhos também foram contra a privatização das telefônicas, mas quando eleito arquitetou a privatização da Telemar para seus amigos banqueiros e empreiteiras, que depois injetou 5 milhões na empresa fundo de quintal de seu filho, o limpador de bosta do zoológico.

    ResponderExcluir