segunda-feira, 9 de julho de 2018

Ligações indesejadas aumentam também no telefone fixo

O que você achou? 
Reclame Aqui registrou, no primeiro semestre do ano, dezenas de queixas sobre chamadas de call centers para números fixos.

De janeiro a junho de 2018, 280 pessoas registraram, no Reclame Aqui, queixas contra os serviços de telefonia fixa, por receberem muitas ligações de empresas de telemarketing. O número foi 16% pior do que em 2017.

As reclamações de consumidores em relação às ligações para fixo e celular chegaram a 662 no portal no primeiro semestre do ano.



Responsáveis pela maior parte desse tipo de contato, as operadoras geralmente ligam para vender novos planos e serviços. Mesmo quando a pessoa diz que não tem interesse, as ligações continuam acontecendo, muitas vezes duas ou três vezes por dia. Ligações mudas e gravações automáticas também fazem parte das reclamações.

Em resposta a esse tipo de situação, a Vivo disse que está reformando a abordagem de seus atendentes do call center, principalmente para reduzir o volume de ligações. A ideia é filtrar os clientes que não querem mais ser incomodados e ligar de acordo com o perfil de seu público. A NET também disse que vai reforçar os procedimentos necessários para evitar o recebimento de chamadas indesejadas.

LEIA TAMBÉM:

Para o Procon de São Paulo, as operadoras só vão parar de atuar dessa forma quando a legislação definir novas regras sobre o assunto, incluindo o limite de datas e horários para as empresas ligarem. É o que já acontece, desde maio de 2018, no Rio de Janeiro, quando as empresas passaram a ser obrigadas a respeitar o horário para ligar entre 8h e 18h, de segunda a sexta-feira.

Somente no Procon-SP, o Sistema de Cadastro de Bloqueio ao Telemarketing registrou 13 mil denúncias até o mês de julho, sendo que, em todo o ano de 2017, as reclamações totalizaram 17 mil.

Para evitar esse incômodo, é importante ligar para a empresa para retirar o número da lista de ligações, ou mesmo falar com a ouvidoria e abrir um protocolo de reclamação. É claro que nem sempre o problema é solucionado, então é possível fazer o bloqueio de telemarketing do Procon, e registrar uma queixa oficial no site da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que deve agir para resolver o problema.

*Com informações da Folha de S. Paulo


Nenhum comentário:

Postar um comentário