quinta-feira, 14 de junho de 2018

Em cinco anos, 20% da população mundial será coberta pelo 5G

O que você achou? 
Estimativa é da Ericsson, que afirma que 7,9 bilhões de linhas móveis estiveram conectadas no mundo todo nesse primeiro trimestre de 2018.

De acordo com o último relatório de mobilidade da Ericsson, divulgado neste mês de junho, cerca de 20% de toda a população mundial será coberta pelo 5G dentro de cinco anos.

O crescimento da base de smartphones no mundo será de 65%, passando de 4,3 bilhões para 7,2 bilhões. A estimativa é que pelo menos 1 bilhão desses aparelhos se conectem com o 5G, enquanto 5 bilhões estarão conectados ao 4G. O que significa que, mesmo em 2022, ainda haverá quem só acessa a rede de terceira geração.



Conforme informa o relatório, levaram cinco anos para que o LTE (4G) cobrisse 2,5 bilhões de pessoas, enquanto as tecnologias anteriores demoraram cerca de oito anos para alcançar o mesmo feito. Hoje, a Ericsson informa que há 60% de pessoas conectadas ao 4G, e que em 2023 espera-se uma porcentagem de 85%.

O número total de clientes na base móvel, segundo a Ericsson, foi de 7,9 bilhões no primeiro trimestre de 2018, sendo 98 milhões novos cadastros. Esse número deve crescer para 8,9 bilhões em 2023.

LEIA TAMBÉM:

Em vários países, o número de assinaturas móveis ultrapassa a população. Isso pode acontecer muito pelos chips contratados, mas que ficam inativos depois. É por este motivo que, hoje, existem  'apenas' cerca de 5,3 bilhões de clientes de telefonia móvel para as 7,9 bilhões de assinaturas.


Outros dados divulgados pela empresa em relação ao trimestre incluem o de assinaturas 4G, que aumentaram 210 milhões (total 2,9 bilhões); o de 3G, com +10 milhões; e o de 2G, que diminuiu em 90 milhões. As assinaturas de smartphones representam 60% de todos os contratos de celular, apesar do número de smartphones vendidos ter diminuído para cerca de 340 milhões no trimestre.

Agora, muito já se fala sobre carros e inúmeros dispositivos conectados, o que chamamos de IoT (Internet das Coisas). Talvez este seja um dos motivos para acelerar ainda mais a expectativa e a chegada de novas tecnologias, como o 5G, e conexões melhores para serem entregues comercialmente para os consumidores.

Mas, apesar da corrida para implementar o 5G já ter começado, ainda há algumas questões sobre frequências e espectro para entender antes de alinhar lançamentos entre diferentes países. “Para o 5G ser bem-sucedido em encontrar as demandas de velocidades e capacidades de dados, uma harmonização global do espectro é essencial”, informa o relatório.


Nenhum comentário:

Postar um comentário