segunda-feira, 21 de maio de 2018

Oi bate recorde de conexões em campeonato de surfe

Oi Rio Pro superou em 30 vezes o número de conexões em relação ao ano passado.
A Oi montou uma ampla estrutura para fornecer rede de telecom e TI para a etapa brasileira do circuito mundial de surfe, o Oi Rio Pro, em Saquarema. 

Em dez dias de evento, a operadora registrou um volume de tráfego de 3,53 terabytes. O volume equivale a 909.242 fotos de alta resolução, um volume 65 vezes maior que o transmitido no ano passado, de 14.000 fotos.

No Wi-Fi disponibilizado pela Oi para o público foram totalizadas 260 mil conexões, um número 30 vezes maior que o da etapa realizada em 2017, quando houve apenas 8.000 conexões. 

A WSL registrou em seu site e aplicativo uma audiência de 5 milhões de pessoas acompanhando as provas durante os dias do campeonato. Metade do público que assistiu ao campeonato pelo WSL era do Brasil. 

A companhia disponibilizou para a WSL links de dados totalizando 2,2 Giga – capacidade 5 vezes maior que a de 2017 – nas duas sedes do evento, na Praia de Itaúna e na Barrinha, usados em diversas áreas do evento, incluindo cabine de jurados e sala de imprensa.


“O resultado do nosso trabalho para a WSL mostra a expertise da Oi no fornecimento de infraestrutura para grandes eventos”, comenta o presidente da companhia, Eurico Teles

O General Manager da World Surf League, Xandi Fontes, elogiou o serviço disponibilizado pela operadora. "Mais uma vez a Oi nos proporcionou uma experiência de nível mundial para os fãs do surfe, tanto para quem estava em Saquarema quanto para quem assistiu digitalmente. Esse ano os serviços da Oi foram perfeitos e um ponto alto da nossa sala de imprensa.”

A cobertura das redes móveis 2G, 3G e 4G foi reforçada com a instalação de antenas e equipamentos extras espalhados por toda a estrutura do evento. 

A etapa brasileira do campeonato foi encerrada nesta segunda-feira (21) com vitória de Filipe Toledo.



5 comentários:

  1. Enquanto isso no Brasil segue uma internet ridícula , ligações cortando , não conecta , na metade da conversa cai. É pagar por um serviço que só serve pra eventos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu irmão insiste em manter o celular da Oi. Nossa, falar com ele é praticamente impossível. Ligação corta, cai, não ouve... cruzes!

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Gostaria que a oi fizesse isso em todo país e não só em eventos.

    ResponderExcluir
  4. Grande coisa saír da oi pra Nextel , pelo menos a Nextel usa rede da vivo fora do alcance da dela.

    ResponderExcluir

Ao deixar a sua opinião no Minha Operadora você concorda em respeitar o nosso Código de Conduta.