11/07/2024

SMTUR Rio adota solução da Claro para analisar fluxo de turistas

Contrato foi estabelecido entre a Embratel e a Secretaria Municipal de Turismo do Rio de Janeiro para uso da ferramenta Claro GeoData.

A Secretaria Municipal de Turismo do Rio de Janeiro (SMTUR Rio) vai utilizar uma solução da Claro para analisar o fluxo de turistas com o intuito de definir políticas públicas do setor. O contrato foi estabelecido entre a Embratel e a SMTUR Rio para o fornecimento da solução Claro GeoData, uma plataforma de analytics da operadora que provê informações estatísticas com base em dados de telecomunicações.

Reprodução/Governo do Estado do RJ

A ferramenta obtém os dados por meio de eventos gerados pelos celulares na rede de telefonia móvel da Claro, e as análises geradas já estão apoiando na tomada de decisões estratégias para a aplicação de políticas públicas e campanhas de turismo mais certeiras.

A informações captadas pelo recurso incluem o tempo médio de estadias; a origem dos visitantes (considerando outras cidades, estados e países); o perfil sociodemográfico; os dias mais frequentados do ano; horários de mais movimento de cada atração turística; e até os destinos mais cobiçados do município.

Vale ressaltar que o acesso a bilhões de dados tratados e analisados com técnicas avançadas e modernas pela Secretaria está totalmente de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), pois as informações acessadas são estatísticas e não identificáveis.

De acordo com Maria Teresa Lima, Diretor-Executiva da Embratel para Governo, a plataforma já está fornecendo importantes indicativos e insights para tornar a cidade ainda mais receptiva aos turistas do mundo inteiro. “A plataforma da Embratel entrega informações apuradas sobre o fluxo e deslocamento de pessoas com assertividade superior a 95% graças a tecnologias embarcadas como Machine Learning“.

“Os resultados passam por um tratamento estatístico de extrapolação, o que permite uma precisão maior do fluxo de pessoas”, afirma.

Por meio da solução da Embratel, a cidade do Rio de Janeiro vem ampliando sua abordagem de Smart City. As análises realizadas para a SMTUR Rio utilizam dois tipos de coleta de dados: a primeira integra os números de chegadas mensais de turistas de fora da região metropolitana. Visitantes considerados regulares, que permanecem na cidade com frequência superior a 14 dias durante um mês.

O segundo tipo de coleta possibilita analisar os atrativos turísticos. Neste caso, a plataforma da Embratel realiza zoneamentos de pontos importantes para o turismo na cidade, seguindo as orientações da Secretaria. Assim, o órgão consegue entender o número de pessoas que frequentam esses espaços, sejam turistas ou residentes, para identificar quais são os principais locais de lazer e entretenimento que geram interesse na cidade.

De acordo com Daniela Maia, Secretária Municipal de Turismo do Rio de Janeiro, o Claro GeoData já possibilitou identificar que o número de estrangeiros que a cidade recebe está menor do que a sua capacidade. Por outro lado, o turismo doméstico é maior do que o esperado. Ainda, já foi possível observar os locais mais procurados pelos visitantes, como atrações do centro da cidade.

“As análises geradas pela plataforma também serão utilizadas em pesquisas e na gestão de empreendimentos turísticos diversos, para apoiar ainda mais o crescimento do turismo do Rio de Janeiro”, diz.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários