quarta-feira, 18 de julho de 2018

Torre de Curitiba passa por reformas após reclamações de turistas

O que você achou? 
Prefeitura melhora estrutura da Torre Panorâmica de Curitiba, importante ponto turístico da cidade.

A única torre de telefonia do Brasil que possui mirante aberto à visitação, a Torre Panorâmica de Curitiba, ganhou nova roupagem.

A atração turística é conhecida por diversos nomes, como ‘Torre da Oi’, ‘Torre da Telepar’ ou ainda ‘Torre das Mercês’. 

O espaço recebeu pintura nova, mais bancos e terá mais funcionários atuando no setor de atendimento.

Além disso, os banheiros passam por uma reforma que irá torná-los mais acessíveis.

De acordo com o Instituto Municipal de Turismo (IMT) para o jornal Gazeta do Povo, as mudanças fazem parte de um projeto de melhoria dos espaços turísticos da cidade, mas também têm a ver com reclamações de turistas acumuladas ao longo dos últimos anos.

As longas filas é uma reclamação constante dos turistas que vão à Curitiba. Já houve relatos de visitantes que esperaram quase duas horas para conseguir chegar ao mirante. 

A espera era ainda mais penosa em dias de chuva ou de sol muito quente, já que não havia proteção para quem estava na fila.

Para proteger os turistas das variações do tempo, durante a reforma, forma instalados ombrelones, uma cobertura feita com estruturas tipo guarda-sóis na estrada do mirante. 

As melhorias, contudo, não têm como garantir que os turistas passem menos tempo na fila para visitação. 

A espera é consequência de uma limitação física do espaço, sem possibilidade de intervenção. 

Na atração turística, há dois elevadores, mas um precisa estar sempre livre por questões de segurança.

Assim, só há um elevador para acesso à parte superior, que possui capacidade máxima de cinco pessoas por vez, sendo que o espaço do mirante comporta, no limite, público de até 60 pessoas.

LEIA TAMBÉM:


Atendimento


Para melhorar o atendimento foram contratados mais dois estagiários, além dos seis que já atuavam no local. 

Os estagiários passam informações aos visitantes sobre o ponto turístico e sobre a cidade.

Em andamento também está o desenvolvimento de novas plotagens que servirão como espaço de fotos, folder interativo gratuito e a reforma nos banheiros, que não passavam por obras desde que a torre foi erguida, em 1991. 

O objetivo da reestruturação da torre de telefonia é oferecer mais conforto aos visitantes.

Preço do ingresso


O preço do ingresso para visitar a torre passou de R$ 5 para R$ 6 desde o início deste mês. 

A explicação é que o valor já estava defasado em relação às despesas de manutenção do espaço turístico. 

Além disso, conforme a prefeitura, o extra também vai ajudar nas despesas com as obras.

Por mês, a unidade recebe cerca de 10 mil visitantes. 

A estrutura foi construída pela estatal Telepar. Agora, pertence à empresa Oi, que gerencia o sistema de antenas da torre. A administração do espaço, contudo, é mantida pela prefeitura de Curitiba.

A visitação acontece de terça-feira a domingo, das 10h às 19h, mas a venda de ingressos é feita somente até as 18h30. 

Crianças de 5 a 9 anos, idosos acima dos 60 anos, estudantes, doadores de sangue e professores do Paraná pagam meia entrada. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário