24/02/2024

Rede 5G chegou a mais de 140 milhões de brasileiros em 2023

‘Nós atingimos a meta estabelecida para o primeiro semestre de 2023 antes do prazo final’, afirma Juscelino Filho, ministro do MCom.

Há alguns dias que o Ministério das Comunicações (MCom) está apresentando seu balanço de ações e informações em relação ao ano de 2023. Desta vez, a pasta comemora o marco de um ano de implementação do 5G no Brasil, informando que conseguiu levar a novo padrão de sinal móvel para mais de 140 milhões de brasileiros.

Desde janeiro de 2023, que o ministro das Comunicações, Juscelino Filho, estabeleceu uma força-tarefa para acelerar a chegada da quinta geração de redes móveis nos estados e municípios nos últimos 12 meses. Segundo ele, implementar o 5G no país é movimentar negócios em áreas como inteligência artificial, processamento de dados, metaverso, e-commerce, indústria, logística, transporte, saúde, educação e agronegócio.

“Nós atingimos a meta estabelecida para o primeiro semestre de 2023 antes do prazo final e trabalhamos para antecipar mais compromissos do Leilão do 5G. Precisamos entregar à população uma cobertura de banda larga móvel de qualidade e que alcance as regiões mais distantes do Brasil, cumprindo a prioridade estabelecida pelo presidente Lula de promover inclusão digital e social de todos os brasileiros”, afirma.

A conectividade às escolas públicas de educação básica é uma das mais beneficiadas com o leilão realizado há três anos, uma vez que foi estimado um investimento de R$ 3,1 bilhões para a iniciativa. Conectar as rodovias também é prioridade do MCom e das operadoras, que precisam atender 2.349 trechos de rodovia com 4G (totalizando 35.784 km).

Quando se trata da cobertura móvel 5G, além do DF, Alagoas, Rio de Janeiro, São Paulo e Ceará estão na lista de estados com maior cobertura. Exemplificando, o 5G SA opera na faixa de 3,5GHz em mais de 157 municípios, alcançando 62,84% da população. Além de que, outros 120 estão liberados/antecipados para receber o sinal.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), através do Gaispi, grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções para os Problemas de Interferência na faixa de 3.625 a 3.700 MHz (Gaispi), tem trabalhado e adiantando a liberação do sinal em vários municípios brasileiros.

Para isso, está sendo realizada a troca dos equipamentos do sinal de televisão aberta e gratuita por meio de antenas parabólicas na banda C satelital para a banda Ku. Além de levar TV digital para os beneficiários dos programas sociais do Governo Federal, acelera o processo de liberação do 5G.

Entretanto, vale lembrar que mesmo com a liberação do sinal, cabe às operadoras, seguindo duas estratégias, ativar o serviço desde que seja dentro do prazo estabelecido no Edital 5G, cujos compromissos estão programados para vencer a partir de 2025.

ViaMCom
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários