Oi quer adiamento do leilão 5G

Previsões pessimistas para o mercado, geradas pelo coronavírus, motivaram pedido da operadora.

Imagem ilustrativa - Oi na CCXP19
Oi na CCXP19. Imagem: Anderson Guimarães

Adiamento do edital 5G e um pedido por uma nova consulta pública? Sim, são os interesses da Oi, manifestados na última segunda-feira, 20 de abril. O cenário econômico mundial, que já está abalado pelos efeitos da grave pandemia do coronavírus, é uma das motivações da prestadora na iniciativa.

O pedido foi realizado durante a consulta pública do edital de frequências. Para a empresa, nenhum estudo trouxe ou será capaz de prover elementos consistentes que contribuam para a tomada de decisões.


Já o pedido por uma nova consulta pública é sustentado pelo argumento de que a atual não deu respostas sobre questões de impacto, que definem a participação das empresas no leilão 5G.

VIU ISSO?

–> Anatel encerra consulta pública para o leilão do 5G

–> Samsung atinge velocidade impressionante em teste 5G

–> Usuários que relacionam 5G com coronavírus atacam operadoras

Para a Oi, o quadro atual, com uma crise iminente, afeta a capacidade de investimentos, por isso, pode não ser uma boa hora para o 5G.

Vale destacar que Marcos Pontes, ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), manifestou recentemente que o planejamento para chegada da conectividade de quinta geração não deve mudar, por enquanto.

Até mesmo resultados dos testes de convivência entre a TV via satélite e o 5G na mesma faixa foram solicitados pela prestadora, em busca de mais respostas.

Com informações de Tele.Síntese

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
7 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
Rodrigo Santos

A Oi sabe que vai ficar difícil para ela levar esse leilão. Ela mesmo não decide o que vai ser dela, se vai vender ou não a sua divisão móvel aí fica entrando com esse pedidos que dão a entender que o intuito é atrasar para ganhar tempo. Já tem algum tempo que foram feitos os testes de convivência entre a TV via satélite e o 5G e só agora que ela veio pedir os resultados. Aí fica complicado.

Cidade - UF
Rio de Janeiro - RJ
Vando Araujo

A Claro recentemente solicitou a mesma coisa, acredito que as demais operadoras tb iram solicitar esse adiamento.

Cidade - UF
Lagarto-SE
Rogerio Pires

A Oi provavelmente não irá participar, mesmo porque, pretende vender a parte móvel. A questão é tentar ganhar tempo, pois com o leilão do 5G se aproximando, seria obrigada á tomar uma posição; ou vende logo (coisa que não é tão simples assim), ou participa do leilão, que demanda muito investimento. Se não participar do leilão e caso não consiga vender a unidade móvel, corre o risco de ficar com uma rede móvel defasada e inferior as demais, o que, de certo modo, já é uma realidade.

Cidade - UF
Uberlândia - MG
Rodrigo Santos

Pois é, está com todo o jeito de ser mais uma manobra para ganhar tempo que um pedido técnico que lhe traga informações para participar do leilão.

Cidade - UF
Rio de Janeiro - RJ
Rogerio Pires

Exatamente… rsrs

Cidade - UF
Uberlândia - MG
Vinícius Guerra

A Oi de fato precisa se posicionar se continua prestando serviço móvel, expande ou vende. Atualmente no mercado, ela só é boa em oferta de planos, já em serviços fica muito aquém. Embora esteja sem fluxo de caixa, é uma operadora importante no Brasil. É necessário que pelo menos em 2020, haja por parte de seus controladores uma decisão sobre o seu futuro no mercado.

Cidade - UF
Rio de Janeiro
Vando Araujo

Se houvesse um investimento pesado na operação móvel era bem provável que ela entrasse na briga pela segunda colocação.

Cidade - UF
LAGARTO - SE