29/02/2024

MCom vai entregar 400 mil chips com internet para agentes de saúde

Ministério das Comunicações afirma está comprometido em melhorar a conectividade dessa área da saúde pública.

O Ministério das Comunicações (MCom) está lançando uma iniciativa que visa fornecer chips de celular com acesso à internet para todos os agentes comunitários de saúde e de combate a endemias em todo o Brasil. Este programa ambicioso tem como objetivo distribuir aproximadamente 400 mil chips de celular para esses profissionais, permitindo que eles tenham acesso à conectividade na palma de suas mãos. Esta ação está sendo tomada com a finalidade de aprimorar o atendimento às famílias e otimizar a gestão local dos serviços de atenção básica à saúde.

MCom

Os agentes comunitários de saúde e de combate a endemias desempenham um papel fundamental no sistema de saúde pública do Brasil, pois estão envolvidos na monitorização e acompanhamento da saúde das famílias, especialmente aquelas em situação de vulnerabilidade. Reconhecendo a importância vital desses profissionais, o Ministério das Comunicações está priorizando sua capacitação tecnológica. Até o final deste ano, a meta é beneficiar 50 mil agentes comunitários com a distribuição dos chips de celular.

O Ministro das Comunicações, Juscelino Filho, enfatiza a relevância dessa iniciativa, afirmando que os agentes comunitários de saúde desempenham um papel crucial no sistema de saúde pública do país. Ele destaca que, equipados com um celular e acesso à internet de qualidade, esses profissionais poderão aprimorar ainda mais sua capacidade de atendimento. Além disso, eles terão a possibilidade de realizar videochamadas com especialistas, o que pode acelerar o processo de diagnóstico e tratamento dos pacientes, beneficiando diretamente a saúde da população atendida por esses agentes.

“Os agentes comunitários são profissionais de extrema importância para o sistema de saúde público brasileiro por acompanharem a saúde das famílias, principalmente as mais vulneráveis. Por isso, estamos priorizando esses profissionais e até o fim deste ano vamos beneficiar 50 mil agentes com os chips. Com um celular e internet de qualidade, esses profissionais poderão, inclusive, fazer uma videochamada com um especialista, agilizando o diagnóstico do paciente”.

O Programa Internet Brasil, uma iniciativa do MCom, está empenhado em democratizar o acesso à internet no país. Como parte desse programa, estão sendo distribuídos chips com 20 gigabytes (Gb) de dados mensais para uso em banda larga móvel. Esta distribuição tem como objetivo promover o acesso à internet em áreas remotas e em comunidades carentes.

Em colaboração com o Ministério da Saúde (MS), o programa está lançando um projeto piloto que envolverá aproximadamente 100 agentes comunitários de saúde de diferentes regiões do Brasil. O objetivo deste projeto piloto é identificar as melhores estratégias para utilizar essa conectividade em benefício da saúde pública.

A ministra da Saúde, Nísia Trindade, destacou que uma pesquisa realizada pelo Ministério revelou que 89% dos agentes comunitários de saúde já utilizam smartphones em seus atendimentos. Isso torna essencial o uso dos chips de internet, especialmente em áreas como a Região Norte do país, que enfrenta desafios climáticos, como a seca. A conectividade se torna crucial para garantir que esses profissionais possam oferecer serviços de qualidade mesmo em condições adversas.

A previsão é distribuir um total de 50 mil chips até o final de 2023, sendo que os outros 350 mil serão disponibilizados no início de 2024. A operacionalização desse programa conta com o apoio da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), o que contribuirá para a efetiva implementação dessa importante iniciativa de democratização do acesso à internet e melhoria dos serviços de saúde comunitária no Brasil.

ViaMCom
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários