22/02/2024

MCom destaca importância da conectividade no Futurecom

No Futurecom, Juscelino Filho enfatizou investimentos em infraestrutura e iniciativas para impulsionar a conectividade no Brasil.

Durante a cerimônia de abertura do Futurecom, o evento de destaque no campo das telecomunicações na América Latina, o Ministro das Comunicações, Juscelino Filho, enfatizou a importância crucial do setor de telecomunicações para o desenvolvimento do Brasil. Ele ressaltou o compromisso do ministério em criar as condições necessárias para estimular investimentos em infraestrutura que possibilitarão que todos os cidadãos brasileiros tenham acesso à internet de qualidade.

Futurecom

O Futurecom é reconhecido como o maior evento da indústria de telecomunicações na América Latina e está acontecendo em São Paulo. Durante este evento, líderes do setor, autoridades governamentais e empresas de telecomunicações se reúnem para discutir tendências, inovações e desafios que moldam o panorama das comunicações no país e na região em geral. O discurso do Ministro Juscelino Filho durante a abertura enfatizou a prioridade do governo em expandir a conectividade e promover o acesso à internet como parte fundamental do desenvolvimento socioeconômico do Brasil.

“O Futurecom é uma oportunidade para comemorarmos os avanços no setor de telecomunicações. Devemos festejar a decisão do presidente Lula de incluir no Novo PAC o eixo estratégico Conectividade e Inclusão Digital, com investimentos previstos até 2026 na ordem de R$ 28 bilhões, que vão desde implantação do 5G e 4G, de infovias, até a conectividade de escolas e unidades de saúde”, disse Juscelino Filho.

O ministro destacou dois importantes iniciativas lançadas pelo Ministério das Comunicações em 26 de setembro: a Estratégia Nacional de Escolas Conectadas e a Política Nacional de Compartilhamento de Postes, conhecida como Poste Legal. A primeira visa coordenar políticas públicas nas áreas de telecomunicações e educação, com o objetivo de garantir acesso à internet em todas as escolas públicas de educação básica no país até 2026.

“Estamos falando de um universo de mais de 138 mil escolas públicas que terão acesso à internet de qualidade. E, de forma sinérgica, iremos conectar mais de 23 mil Unidades Básicas de Saúde que estão próximas às escolas em todo o Brasil”, explicou Juscelino Filho.

Em relação ao programa “Poste Legal”, o ministro enfatizou que, por meio de uma colaboração estreita com o Ministério de Minas e Energia (MME), estamos abrindo caminho para assegurar a sustentabilidade e a expansão da infraestrutura de banda larga fixa no Brasil. A essência da nova Política em questão reside na busca por uma administração que seja igualitária, não discriminatória e transparente no que diz respeito ao acesso das empresas de telecomunicações aos postes de iluminação pública, abordando inclusive a questão da remuneração devida pelo acesso e uso desses espaços.

Nessa perspectiva, o governo afirma estar empenhado em criar um ambiente em que todas as empresas prestadoras de serviços de telecomunicações tenham acesso equitativo aos postes de luz, promovendo uma competição justa e igualitária no mercado. Isso não apenas fomentará a expansão das redes de banda larga fixa, mas também contribuirá para uma maior disponibilidade de serviços de alta velocidade em todo o país, beneficiando diretamente a população brasileira.

ViaMCom
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários