28/02/2024

MCom faz nova reunião sobre apoio emergencial no RS

Ciclone que atingiu o RS - Rio Grande do Sul, causou diversos impactos negativos na região, inclusive nas comunicações.

O Ministro das Comunicações, Juscelino Filho, participou de uma reunião na manhã de quarta-feira (20) com o presidente da República em exercício, Geraldo Alckmin, e o ministro da Casa Civil, Rui Costa. O principal tópico discutido durante o encontro foi o planejamento e as ações emergenciais destinadas a prestar socorro à população que foi afetada tanto por um ciclone quanto por fortes chuvas nas últimas semanas no estado do Rio Grande do Sul.

MCom

Juscelino Filho destacou o objetivo da reunião, que era informar ao Presidente da República sobre todas as iniciativas e resultados já obtidos pelo Ministério das Comunicações nos locais impactados. Ele enfatizou que, com o apoio fundamental das entidades vinculadas ao ministério, foi possível restabelecer a comunicação em todos os municípios que foram mais duramente atingidos pelas chuvas. Além disso, o ministro expressou o compromisso contínuo de manter-se vigilante e planejar as próximas ações necessárias para ajudar a população afetada.

“Na reunião de hoje, reportamos à Presidência da República todas as iniciativas e resultados que o Ministério das Comunicações já alcançou nos locais afetados. Com o apoio imprescindível das nossas entidades vinculadas, já restabelecemos a comunicação em todos os municípios que mais sofreram os efeitos das chuvas. Agora, permaneceremos atentos e planejando as próximas ações”, explicou Juscelino Filho.

Segundo a pasta, serviços de telefonia móvel fornecidos pelas operadoras Claro, Tim e Vivo foram completamente restaurados em todos os 38 municípios mais impactados por problemas de comunicação. Neste momento, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) está supervisionando o processo de recuperação da infraestrutura, que inclui a reparação de cabos de fibra óptica danificados e a substituição de equipamentos prejudicados devido a alagamentos e outras adversidades. Este esforço abrange um total de 100 municípios e se prevê que se estenda ao longo das próximas semanas.

Durante essa ação, várias autoridades governamentais desempenharam papéis fundamentais. Entre elas, estavam os titulares dos seguintes ministérios: Integração e Desenvolvimento Regional, Educação, Planejamento e Orçamento, Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Agricultura e Pecuária, bem como a Secretaria de Relações Institucionais. Além disso, a presidente da Caixa Econômica Federal e o Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas também participaram ativamente.

A reunião também contou com a presença de ministros substitutos, secretários e representantes de outros ministérios, incluindo os Ministérios do Meio Ambiente, da Fazenda, das Cidades e do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços. O objetivo principal dessa colaboração interministerial foi coordenar esforços para enfrentar os desafios causados pelos problemas de telecomunicações e infraestrutura em várias regiões do país.

A Telebras instalou 14 antenas de Wi-Fi na área afetada por uma situação de emergência para ajudar nas operações de resgate e reconstrução. Onze dessas antenas ainda estão em uso em municípios como Muçum, Encantado, Roca Sales, Santa Tereza e Lajeado, enquanto as outras três foram retiradas e retornaram a Porto Alegre, pois as áreas afetadas já recuperaram suas próprias comunicações.

Os Correios no Rio Grande do Sul estão coletando doações para as vítimas das chuvas e também irão transportar gratuitamente essas doações para as prefeituras locais. Itens como alimentos, produtos de higiene pessoal e roupas são aceitos.

Além disso, os Correios vão contribuir com doações de vestuário, brinquedos, utensílios domésticos e material escolar e de escritório. Essas doações consistem em objetos que não foram entregues após várias tentativas, não foram procurados por destinatários ou remetentes e já ultrapassaram o prazo de 90 dias para reclamação, conforme o Código de Defesa do Consumidor.

Desde o início da crise climática no Rio Grande do Sul, o Ministério das Comunicações (MCom) e suas entidades associadas, juntamente com todos os ministérios e órgãos do Governo Federal, têm tomado uma série de medidas emergenciais. Essas medidas têm como objetivo contribuir para o atendimento humanitário da população que sofreu com os impactos das condições climáticas adversas na região.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários