18/06/2024

5G está disponível para as teles atenderem a maioria dos brasileiros

Segundo a Anatel boa parte da população brasileira já pode ter acesso a rede 5G, é necessário cooperação por parte das operadoras.

O 5G chegou no país em 4 de julho de 2022, fazendo assim com que o setor de comunicações no Brasil iniciasse uma nova fase. De lá pra cá há um acompanhamento do crescimento dessa rede e nesta sexta-feira, 23, a Agência Nacional de Telecomunicações celebra a ampliação dessa tecnologia.

5G

Desde julho de 2022, o Grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções para os Problemas de Interferência na Faixa de 3.625 a 3.700 MHz (GAISPI) deu permissão para as empresas de telecomunicações que adquiriram faixas de frequência entre 3,5 GHz a solicitarem à Anatel a autorização e ativação de estações de quinta geração (5G) em Brasília/DF. Essa foi a primeira capital do país a ter disponível o serviço móvel de quinta geração.

A partir desse momento, teve início o processo de liberação da faixa de frequência de 3,5 GHz, que, quase um ano depois, apresenta números significativos: 1.610 municípios, onde residem 141 milhões de brasileiros (representando 66,4% da população do país), estão aptos a se beneficiar de uma tecnologia de ponta. 

Segundo a Anatel, atualmente, o Brasil está na liderança internacional das telecomunicações, com mais de 12 mil estações de quinta geração instaladas, formando a maior rede do mundo no padrão 5G standalone. 

Esse padrão proporciona uma experiência de uso da internet móvel superior aos usuários, abre de forma definitiva as oportunidades de conectividade para a nova economia digital e cria possibilidades para novos modelos de negócios em todas as áreas produtivas e setores, como agricultura, indústria, educação, segurança e parcerias entre o setor público e privado.

“Prestes a completar um ano de implantação no Brasil, o 5G, em sua fase inicial, é um sucesso, com um crescimento de usuários quase três vezes maior que o da tecnologia 4G no mesmo período, superando as expectativas. A velocidade de conexão foi bem recebida pela população que mostra interesse no avanço tecnológico”, afirma o presidente do GAISPI, o conselheiro da Anatel Moisés Moreira.

O conselheiro ressalta que o trabalho de levar esse tipo de conectividade para mais pessoas pelo Brasil é longo, que demanda esforço de todas as entidades envolvidas no assunto: Anatel/Gaispi e EAF.

“A liberação do 5G para os municípios com até 200 mil habitantes continua e já cobriu mais de 67% dos 1.103 municípios deste porte”, informou. 

O conselheiro ressalta que o GAISPI está comprometido em liberar o acesso ao 5G para as cidades brasileiras com mais de 100 mil habitantes (um total de 1.377 cidades) o mais rápido possível, assim como para o restante das cidades do país.

De acordo com a avaliação do conselheiro, o Brasil está diante de uma oportunidade única para impulsionar seu desenvolvimento tecnológico e econômico através da implementação do 5G. Para alcançar esse objetivo, é necessário um planejamento estratégico adequado, estabelecimento de parcerias sólidas entre o setor público e privado, além de investimentos em pesquisa e inovação. 

Com essas medidas, o país pode se tornar um líder na adoção e exploração dessa nova era de conectividade. O conselheiro acredita que o futuro está à nossa frente e que o 5G será um catalisador para uma sociedade mais conectada, inteligente e próspera.

2 COMENTÁRIOS

Se inscrever
Notificar de
guest
2 Comentários
Mais antigo
Mais recente Mais Votados
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários