24/02/2024

Portugal deve banir Huawei das redes 5G por risco de segurança

Rede 5G em país europeu, Portugal, em breve não vai contar com nenhum dispositivo que venha da marca chinesa Huawei.

Portugal está considerando a possibilidade de proibir efetivamente a participação da Huawei e outras empresas chinesas no desenvolvimento das redes 5G no país. De acordo com o Conselho Superior de Cibersegurança de Portugal, as empresas que não estão sob jurisdição ocidental representam um “risco elevado” para a segurança das redes sem fio do país.

Bandeira de Portugal

Apesar de manter relações próximas com a superpotência do leste asiático ao longo dos anos, Portugal está se inclinando para proibir a Huawei, seguindo os passos do Canadá e de outros países europeus.

Segundo a Bloomberg, o governo português recomendou recentemente a proibição de operadoras locais adquirirem equipamentos 5G de fornecedores não pertencentes à União Europeia, bem como de países que não são membros da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) ou da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

De acordo com o Conselho Superior de Cibersegurança de Portugal, as empresas localizadas fora dessas jurisdições são consideradas um “risco significativo” para a segurança das redes sem fio do país, conforme afirmado em um comunicado divulgado.

Embora o documento não mencionasse explicitamente a Huawei, devido ao fato de a China não ser membro da OTAN, da OCDE ou da União Europeia, a empresa, juntamente com outros fornecedores chineses (como a ZTE), seria efetivamente excluída de participar das redes 5G de Portugal. Isso, é claro, se o gabinete do governo aprovar a recomendação do conselho de segurança.

“Até o momento, a Huawei não foi previamente informada nem consultada sobre essa questão. Ao longo das últimas duas décadas, a Huawei tem trabalhado em parceria com operadoras portuguesas para construir redes sem fio e fornecer serviços de alta qualidade, conectando milhões de pessoas. Continuaremos a cumprir todas as leis e regulamentos aplicáveis e a servir os clientes e parceiros portugueses que depositam sua confiança em nossos produtos e serviços”, disse um porta-voz da Huawei, em entrevista ao Financial Times.

Conforme destacado pelo Financial Times, nos últimos anos Portugal tem se destacado como um dos principais receptores per capita de investimento chinês. Um exemplo disso é a Altice Portugal, a maior operadora de telecomunicações do país, que firmou um acordo em 2018 para utilizar equipamentos da Huawei em parte de sua implantação da tecnologia 5G.

Caso Portugal decida implementar a proibição, seguirá o caminho do Canadá e de alguns outros países europeus, como Dinamarca, Suécia, Estônia, Letônia e Lituânia, que recentemente proibiram a participação da empresa chinesa em suas redes 5G.

1 COMENTÁRIO

Se inscrever
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais recente Mais Votados
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários