21/07/2024

Brasil tem o segundo iPhone mais caro do mundo; veja lista

Segundo a consultoria HelloSafe Brasil, o iPhone 14 é mais barato nos Estados Unidos, Japão, Canadá, Hong-Kong, China e Coreia do Sul.

Que os smartphones da Apple no Brasil tem um dos valores mais elevados do mercado não é novidade, mas de acordo com um levantamento realizado pela consultoria HelloSafe Brasil, em um ranking dos dez países com o maior valor do iPhone 14, o mercado brasileiro ocupa a segunda posição, perdendo apenas para a Turquia.

iPhone 14

A pesquisa aponta que o modelo do smartphone da Apple custa na Turquia custa em média R$ 9.554,12, enquanto no Brasil sai em média de R$ 8.599. O ranking é composto pelos países: Suécia, Hungria, Dinamarca, Polônia e República Tcheca, Noruega, México e Finlândia.

Em relação aos países com os valores mais baixos do iPhone 14 estão os Estados Unidos, com média de R$ 4.666, seguida do Japão, Canadá, Hong-Kong, China e Coreia do Sul.

O levantamento também trouxe dados desde que o iPhone foi lançado em 2007, sendo que já vendeu mais de US$ 1,5 trilhão. No ano passado, a receita da Apple foi de US$ 192 bilhões. A consultoria afirma que esse faturamento supera os números da Nike, Disney e Coca-Cola juntas.

Quando o primeiro iPhone foi colocado à venda, em junho de 2007, ele preencheu todos os requisitos que um lançamento demandava: hype, euforia e longas filas para experimentar a novidade. Nos últimos 15 anos, esse mesmo iPhone se tornou o que muitos consideram o produto de maior sucesso da história”, diz o relatório.

Confira o ranking dos países com o iPhone 14 mais caro:

  1. Turquia – R$ 9.554,12 (33.599 TL)
  2. Brasil – R$ 8.599,00
  3. Suécia – R$ 6.587,84 (13 495 kr)
  4. Hungria – R$ 6.583,51 (509 990 Ft)
  5. Dinamarca – R$ 6.500,92 (9.299 kr)
  6. Polônia – R$ 6.497,58 (5 899 zł)
  7. República Tcheca – R$ 6.358,48 (29 990 Kč)
  8. Noruega – R$ 6.330,31 (kr 12 290)
  9. México – R$ 6.235,23 ($23,999)
  10. Finlândia – R$ 6.077,75 (1 169 €)
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários