28/02/2024

Anatel promove encontro para discutir soluções para chamadas abusivas

Agência reguladora das telecomunicações no Brasil, a Anatel, vai promover um encontro durante o próximo ano para discutir essa pauta.

As chamadas abusivas ainda estão em pauta na Agência Nacional de Telecomunicações, a Anatel. Por isso, ela divulgou que entre os dias 6 e 17 de fevereiro vai realizar reuniões sobre o assunto com associações, empresas e órgãos de governo. 

Pessoa atendendo uma chamada abusiva

Com essa iniciativa sobre as chamadas abusivas, a Anatel espera ampliar o diálogo sobre essa pauta e encontrar mais soluções para resolver questões ligadas a esse assunto

Segundo comunicado divulgado no site da agência reguladora, serão convidadas entidades vinculadas à defesa do consumidor e do setor de telecomunicações e telesserviços (como por exemplo telemarketing ou telecobrança). 

Além desses, outros stakeholders serão chamados para participar dos diálogos sobre chamadas abusivas promovido pela Anatel. 

A agência avisou também que quem tiver interesse em participar e contribuir com as reuniões sobre chamadas abusivas deve se inscrever através de formulário específico até o dia 13 de janeiro de 2023. 

A proposta é ouvir os participantes opinarem sobre as soluções que a Anatel já ofereceu sobre o problema e em seguida receber ideias que possam contribuir para diminuição do número de chamadas curtas, aquelas que duram entre zero a três segundos, sendo atendidas ou não. 

Segundo a agência, essas ligações correspondem em média a 43% das chamadas feitas no Brasil em 26 operadoras que foram acompanhadas pela instituição.

Desde o início da implementação de medidas cautelares acerca das ligações abusivas, em junho de 2022, a agência notou uma redução de 30% no volume das chamadas curtas nas redes de telecomunicações. Isso se comparado com a média de ligações por semana no mês de maio. 

A Anatel tem travado uma longa luta contra as ligações abusivas feitas pelo telemarketing ativo. Adoção de prefixos e a obrigação das operadoras identificarem o nome das empresas nas ligações são algumas dessas medidas em favor do consumidor comum. 

Na busca de novas soluções, mais medidas para o ano que vem, a agência está promovendo esse encontro, a fim de achar melhores soluções para diminuir drasticamente as chamadas abusivas.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários