25/06/2024

Caronas do Waze chegam ao fim, anuncia empresa

O programa de caronas do Waze chegará ao fim em setembro. A empresa atribuiu o encerramento a mudança da mobilidade urbana nos últimos anos.

O Waze anunciou nesta quinta-feira, 25, que em setembro desse ano vai dar fim ao Carpool, serviço de caronas. A medida vale para todo o mundo. Essa opção do aplicativo oferecia aos usuários ofertar caronas pagas, de motoristas para passageiros e vice-versa. Quando lançado, segundo a empresa, o diferencial era que as caronas eram mais baratas que uma viagem por aplicativo de transportes

Logo do Waze

A empresa fez um comunicado e anunciou que a mudança chegou por conta das recentes transformações da mobilidade urbana: 

“Em 2020, a mobilidade urbana foi ressignificada. Por conta disso, gostaríamos de informar o encerramento do serviço Waze Carpool globalmente.”

O Waze afirmou também que tem mais de 150 milhões de usuários por todo o mundo, porém não informou quantos usam a opção da carona paga. Dizem estar orgulhosos com o serviço prestado e que a empresa continuará pensando em como ajudar na mobilidade urbana. Confira a fala:

“Estamos orgulhosos do que alcançamos com o nosso serviço de caronas compartilhadas e somos gratos às comunidades de usuários que nos ajudaram a reduzir o trânsito. O nosso time seguirá atuando em melhorias na mobilidade urbana para ajudar as cidades a endereçar diversos desafios, como a diminuição de congestionamentos e o planejamento urbano.”

O Waze carpool 

O serviço de caronas funciona da seguinte forma: o sistema do Waze recebe uma notificação de um motorista disposto a receber carona. E do outro lado há uma pessoa que precisava de carona e tem um aplicativo específico para receber a notificação do motorista interessado em oferecer a carona. 

Dessa forma, os aplicativos do Waze juntam motoristas e pessoas que estão indo para destinos semelhantes e que pudessem se ajudar. 

E nisso, passageiro e motorista dividem os custos da gasolina de acordo com a distância. Inicialmente no Brasil, funcionava assim: até 5 km = R$ 4; de 5 km a 40 km = R$ 10; e acima disso = até R$ 24. 

É nesse ponto do pagamento que se diferencia dos aplicativos de transporte, como Uber e 99. No caso destes, quando há corrida compartilhada o valor é dividido no total da corrida, que é calculado de acordo com o tempo e distância da viagem.

ViaUOL

3 COMENTÁRIOS

Se inscrever
Notificar de
guest
3 Comentários
Mais antigo
Mais recente Mais Votados
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários